quarta-feira, julho 6, 2022

Aposentadoria do INSS terá reajuste a partir de janeiro

Muitos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão preocupados com o novo reajuste que está por vir. Entretanto, isso não é um grande motivo para perder o sono. Até porque, o assunto é muito tranquilo, e a nova quantia que entrará deverá somar, e não retirar valores dos mesmos.

Na verdade, anualmente, o mesmo sempre segue o valor da remuneração base do país. E agora que a inflação já foi definida, já podemos saber os valores mínimos e máximos da aposentadoria do INSS. Isso, claro, com base no valor do salário mínimo que já foi definido para o ano de 2022.

aposentadoria do inss
Aposentadoria do INSS terá reajuste a partir de janeiro

Aposentadoria do INSS já tem valor definido

A aposentadoria do INSS já está com seu valor definido para o ano de 2022. No caso, de acordo com o salário mínimo que foi anunciado pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, o mesmo estará na casa dos R$ 1.212,00. Sendo que nesse ano de 2021, o mesmo estava na casa dos R$ 1.100,00.

Disso, o aumento real que tivemos nos benefícios está na casa dos 10,18%. Ficando assim mais uma vez abaixo da inflação real do país. Isso na verdade é algo bem recorrente, que trataremos nos tópicos abaixo.

Aposentadoria do INSS ficará abaixo da inflação

Segundo a declaração feita pelo presidente da república, o salário mínimo deverá ficar na casa dos R$ 1.212,00. E disso, o mesmo refletirá para outros benefícios, como por exemplo a própria aposentadoria do INSS. Entretanto, novamente ela ficará abaixo da inflação. Sendo que tal valor representa um acréscimo de 10,18%, e a inflação já está acima dos 10,20%. Disso, será o terceiro ano consecutivo no qual o Brasil não atende tal requisito. E pior do que isso, a expectativa é de que nos próximos anos a mesma coisa aconteça. Para 2023 e 2024, deveremos ter ainda mais problemas com isso.

Ou seja, o Governo Federal não tem respeitado as indicações feitas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Esses que são os responsáveis por indicar o valor atual da inflação no país, e a porcentagem que deveria ser seguida. Isso para cumprir os limites de aumentos nos produtos que foram feitos contra a população. Caso contrário, os mesmos não serão capazes de seguirem comprando as coisas. Até porque, o aumento promovido não é suficiente para atingir os valores necessários. Apesar disso, a expectativa é de que a pandemia acabe e a economia melhore.

Pandemia teve impacto direto na economia

Dito isso, é necessário falar que a pandemia do Covid-19 teve um grande impacto não apenas na economia, mas como também na inflação do país. Até porque, graças ao vírus, muitas pessoas acabarem sendo demitidas, e comércios foram forçados a fecharem suas portas.

Assim, houve pouco capital de giro nos últimos dois meses, e cada vez mais demandas. Até porque, as pessoas precisam de suas mercadorias diariamente para garantirem seus estados de sobrevivência. E assim, o preço de basicamente todos os produtos aumentaram exponencialmente. Isso sem falar também na própria moeda de nosso país, o Real, que está atingindo números alarmantes frente ao dólar.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui