terça-feira, maio 17, 2022

Auxílio Brasil 2022: Porquê benefício de R$ 400 ainda está ameaçado?

O auxílio Brasil 2022 é um dos principais programas sociais que foram desenvolvidos nessa reta final do ano. Até porque, ele vem para substituir o modelo atual do Bolsa Família. Isso por conta de uma exigência feita pelo presidente da república, Jair Bolsonaro. O mesmo acreditava que o projeto estava obsoleto, ainda pagando uma quantia muito abaixo do que deveria.

E assim, não apenas promoveu um aumento considerável no projeto, como também desenvolveu algumas outras melhorias muito interessantes. Entretanto, recentemente, alguns rumores negativos tomaram conta do benefício, principalmente com relação ao futuro do mesmo, e a quantia exata a ser paga.

auxílio brasil
Auxílio Brasil 2022: Porquê benefício de R$ 400 ainda está ameaçado?

Quantia de R$ 400,00 no Bolsa Família está em cheque

Originalmente, o Bolsa Família pagava a seus beneficiários uma quantia de R$ 189,00, mensalmente. Entretanto, a exigência de Jair Bolsonaro referente ao auxílio brasil era de que o mesmo tivesse um aumento significativo. E disso, passaria a pagar parcelas de R$ 400,00 para quem estivesse inscrito.

O problema foi que tal valor não foi aprovado pelo orçamento da União. E disso, ocorreu um reajuste de apenas 18% com relação ao valor original. E agora, a expectativa para o próximo ano é de que talvez isso siga assim. Pelo menos até o momento em que o orçamento permitir quantias maiores.

Solução para o auxílio Brasil

Até existe um cenário possível para que o auxílio Brasil possa ter as parcelas de R$ 400,00 pagas para os beneficiários. Entretanto, é necessário abrir um espaço no orçamento da União. E para tal, é preciso com que a PEC dos Precatórios seja aprovada na justiça brasileira. Isso porque, a mesma deverá abrir cerca de R$ 106 bilhões no orçamento.

E enquanto tal julgamento não for resolvido, não apenas esse caso, mas como de muitos outros benefícios estão aguardando uma resolução da PEC. Na verdade, para antecipar isso, o presidente Jair Bolsonaro até mesmo editou uma medida provisória, na última terça-feira (7 de dezembro), que institui o benefício extraordinário. Justamente para poder pagar essas pendências.

Pessoas impactadas no auxílio Brasil

Originalmente, o Ministério da Cidadania previa que o auxílio Brasil poderia atingir 17 milhões de pessoas. Isso já contando com os mais de 3 milhões de inscrições que foram feitas apenas nos últimos meses.

Tudo por conta das promessas de Bolsonaro, com relação ao valor, e também outras melhorias. Disso, na verdade novos cadastros estão suspensos, principalmente porque houve uma sobrecarga nos sistemas do Governo Federal. O Cadastro Único tem que aprovar todos os primeiros pedidos, para liberar novos.

O que esperar para o futuro próximo

Com as notícias e rumores que estão circulando nos últimos dias, muitas pessoas estão com medo sobre o futuro do auxílio Brasil. Ao que tudo indica, o mesmo não deverá ser suspenso, retirado do ar, ou qualquer coisa semelhante.

A única coisa que pode acontecer é, a princípio, o mesmo não pagar o valor de R$ 400,00 que foi prometido. Mas sim que siga na quantia de 18% a mais do valor antigo do Bolsa Família. Até porque, esse foi o número aprovado no orçamento da União, durante as últimas semanas.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui