quinta-feira, setembro 16, 2021

Auxílio Brasil: Como vai funcionar regra de transição

O Bolsa Família tem sido o principal programa social pago no Brasil, desde sua criação, ainda no começo dos anos 2000. Mas, recentemente, o presidente da república, Jair Bolsonaro, forçou e muito a reforma do projeto, até que finalmente a conseguiu. Agora, a partir de novembro, o mesmo passará a se chamar auxílio Brasil.

E então, também apresenta diversas reformas que estão sendo promovidas. Principalmente com relação ao valor a ser pago para os beneficiários, e outros assuntos. Mas, uma preocupação das pessoas é na transição do benefício. Desde como será feito a quem correrá o risco de ficar de fora.

Regra de transição do auxílio Brasil

Se você tem dúvidas a respeito de quem poderá seguir sendo beneficiário do auxílio Brasil, não se preocupe. O Governo Federal nos esclareceu a respeito deste assunto. O programa social deverá seguir os mesmos critérios que foram impostos no Bolsa Família. Entretanto, os segurados precisam ficar atento as regras de emancipação.

auxílio brasil
Auxílio Brasil: Como vai funcionar regra de transição

Esta está relacionado com o descumprimento do limite do teto de renda. Sendo que tal valor ainda está a ser definido pelo governo. E quem ultrapassar tal quantia que for estabelecida, não poderá ser beneficiário. Sem falar que neste caso, para cadastros violados, será necessário aguardar até dois anos para que possa solicitar uma nova inclusão.

Mudanças a serem promovidas no auxílio Brasil

Temos três grandes mudanças que estão sendo promovidas na chegada do auxílio Brasil, em novembro. São estas:

  1. Primeiramente, o nome do projeto, que deixará de ser Bolsa Família, após quase vinte anos assim
  2. Posteriormente, o valor a ser pago no programa social também é algo que está sendo modificado. Originalmente, hoje, o projeto está pagando R$ 189,00 para seus beneficiários. Entretanto, o presidente da república, Jair Bolsonaro, conseguiu forçar que o valor do auxílio Brasil fosse elevado para a casa dos R$ 300,00. Na verdade, quase inclusive conseguiu que atingisse os R$ 400,00
  3. Além disso, o método para a concessão do auxílio Brasil também é algo que deve ser modificado. Hoje em dia é preciso fazer um registro no sistema do Cadastro Único. Este é utilizado pelo Governo Federal para analisar o perfil de todos aqueles que desejam receber benefícios. E então, disso, se direcionar até a prefeitura de seu município para solicitar. Entretanto, isso deverá mudar. O registro no CadÚnico deve permanecer, mas, o governo também deve criar um aplicativo para poder efetuar a solicitação do projeto sem sair de casa. O que facilitaria e muito a rapidez da concessão ou retorno negativo do mesmo.

Programas de incentivo

Além dos temas acima, alguns programas de incentivo também estão sendo estudados para o auxílio Brasil. São eles:

  1. Primeiramente, um benefício de R$ 41,00 para crianças e adolescentes de 0 a 15 anos
  2. Posteriormente, um benefício de valor máximo de R$ 41,00 para gestantes com duração completa de nove meses
  3. Disso, um pagamento de R$ 41,00 para nutrizes, ou seja, crianças entre 0 a 6 anos
  4. O benefício variável jovem de R$ 48,00, para adolescentes entre 16 e 17 anos. Podendo acumular até dois por família
  5. E por fim, o benefício de superação a pobreza, que ainda não teve valor divulgado
Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui