quinta-feira, setembro 16, 2021

Auxílio emergencial 2021 pode ser estendido até fim do ano

O auxílio emergencial 2021 tem se tornado um dos principais benefícios pagos no Brasil. Isso porque, o mesmo tem amparado financeiramente diversas famílias que foram afetadas pela pandemia do Covid-19. E apesar do imenso sucesso que teve em 2020, teve sua continuidade em cheque no ano seguinte, pela falta de verbas públicas.

Entretanto, o Governo Federal encontrou uma maneira de trazer de volta o programa social, por apenas quatro meses. Mas, depois deste período, visto que o calendário de vacinação ainda estava devagar, o governo se viu obrigado a prorrogar o projeto por mais três meses. E agora, existem rumores de que seja pago até dezembro.

Auxílio emergencial 2021 pode ir até dezembro

Conforme mencionamos anteriormente, o auxílio emergencial 2021 estava previsto para ser pago de abril até julho, apenas. Entretanto, o Governo Federal decidiu dar mais três parcelas para a população, indo então até outubro. Mas, em discurso feito pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, ficou claro que o projeto pode novamente ser prorrogado.

auxílio emergencial 2021
Auxílio emergencial 2021 pode ser estendido até fim do ano

Mas, desta vez, até o último mês do ano, dezembro. Disso teríamos nove parcelas sendo pagas em 2021. E segundo o presidente, tudo ficaria a ser julgado com base no calendário de vacinação do país. Se o ritmo seguir devagar, então, provavelmente deveremos ter o benefício até o fim.

Auxílio emergencial 2021: valores a serem pagos

Em 2020, o benefício era pago para todos os aprovados no valor de R$ 600,00. Entretanto, para o auxílio emergencial 2021, repetir esta quantia seria inviável. Até pelos rombos nos cofres públicos que foram gerados por isso. E então, o Governo Federal decidiu fazer diferente para este ano, criando três grupos diferentes.

O primeiro deles receberia apenas R$ 150,00, destinado para quem morasse sozinho. Já o segundo, na casa dos R$ 250,00, era para quem tinha pelo menos um dependente em seu núcleo familiar. E por fim, o de R$ 375,00 era para mulheres consideradas chefe de família.

Auxílio emergencial 2021 não aceitou cadastros

Vale a pena lembrar que a edição do auxílio emergencial 2021 não aceitou novos cadastros. Isso porque, em 2020, tivemos cerca de 67 milhões de brasileiros recebendo o mesmo. Entretanto, muitos apontaram recebimentos fraudulentos, não necessitando da quantia, enquanto quem precisava ficou de fora.

Disso, mais de 24 milhões de cadastros foram excluídos do projeto para este ano. O Dataprev foi responsável por analisar o perfil de todos aqueles que se registraram. E quem não cumprisse as exigências ficaria de fora. Estas foram não receber mais do que três salários mínimos como renda familiar, não ser registrado em carteira, e não receber nenhum outro programa social do governo. Com exceção apenas do Bolsa Família.

Mais programas sociais

O auxílio emergencial 2021 não foi o único programa social criado pelo Governo Federal, neste tempo de pandemia. Ainda tivemos o pagamento da antecipação do 13º salário do INSS, e o retorno do Benefício Emergencial (BEm).

Além disso, ainda temos a reforma do Bolsa Família, que deve acontecer muito em breve. O mesmo passará a se chamar auxílio Brasil. Para empresas, temos também a volta do PRONAMPE, e a criação do Programa Brasil Mais.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui