sexta-feira, dezembro 3, 2021

Auxílio emergencial: Caixa paga 7ª parcela para nascidos em fevereiro

O auxílio emergencial é um dos principais programas sociais que foram criados no Brasil, nos últimos dois anos. O mesmo foi feito por conta da pandemia do Covid-19. Isso para amparar financeiramente todos aqueles que foram afetados pelo vírus. Na verdade, houve diversos casos de trabalhadores demitidos, ou que até mesmo tiveram seus salários modificados.

Isso sem falar também em empreendedores que foram forçados a fechar seus negócios. E originalmente, para 2021, o benefício era para ter sido pago em apenas quatro parcelas. Mas, o mesmo foi prorrogado pelo Governo Federal, e agora, já está tendo sua última parcela quitada.

Auxílio emergencial: Caixa paga 7ª parcela para nascidos em fevereiro
Auxílio emergencial: Caixa paga 7ª parcela para nascidos em fevereiro

Última parcela do auxílio emergencial começou a ser quitada

O Governo Federal já divulgou o calendário oficial para o pagamento e saque do auxílio emergencial. Confira abaixo:

  1. Primeiramente, aqueles que nasceram em janeiro, fevereiro e março recebem em 20, 21 e 22 e outubro. O saque fica previsto para os dias 1º, 3 e 4 de novembro
  2. Posteriormente, nascidos em abril, maio e junho receberão em 23 e 26 de outubro. Já o saque será liberado para os dias 5, 9 e 10 de novembro
  3. Para aqueles que nasceram em julho, agosto e setembro, o pagamento será feito em 27, 28 e 29 de outubro. Já o saque fica previsto para os dias 11, 12 e 16 de novembro
  4. E por fim, temos os nascidos em outubro, novembro e dezembro, que receberão a quantia em suas contas nos dias 30 e 31 de outubro. Já o saque será liberado apenas nos dias 17, 18 e 19 de novembro

Lembre-se que esta data é apenas para beneficiários normais, do auxílio emergencial. Até porque, para quem recebe o Bolsa Família, por exemplo, o calendário com tais datas é completamente diferente. O saque para a última parcela do auxílio emergencial é liberado de cara.

Benefício será novamente prorrogado?

Vale a pena lembrar que originalmente o auxílio emergencial foi estabelecido por apenas quatro meses, em 2021. O mesmo seria pago de abril até o mês de julho. Entretanto, pelo quadro de vacinação contra o Covid-19 ainda estar lento na época, o benefício foi prorrogado por mais três parcelas. E isso fez com que o mesmo passasse a ter até sete parcelas, com a última prevista exatamente para esse mês de outubro. E agora, existe um grande rumor de que o auxílio emergencial possa ser novamente prorrogado por parte do Governo Federal. Dependendo, claro, de alguns fatores.

Como por exemplo, o ministro da economia, Paulo Guedes, ter falado que o auxílio emergencial poderia ser renovado dependendo de uma reforma no imposto de renda. Isso abriria caminhos diferentes para que o governo pudesse arcar com o projeto. Além disso, há também toda a expectativa em cima do Bolsa Família. Até porque, o mesmo está prestes a ser reformado, transformado em auxílio Brasil. O julgamento do novo benefício está previsto para acontecer agora em novembro. E caso mesmo seja reprovado, então, o governo poderia utilizar os fundos presentes neste projeto para seguir financiando o auxílio. Esse é o segundo cenário possível que pode ser utilizado para firmar uma prorrogação do mesmo.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui