segunda-feira, novembro 29, 2021

Auxílio emergencial cortado: Quem foi prejudicado? O que fazer?

Depois do imenso sucesso do ano de 2020, o auxílio emergencial se tornou um dos principais benefícios do Brasil. Até porque, tem servido como grande amparo financeiro para aqueles que foram afetados por conta da pandemia do Covid-19. Mas, para 2021, o Governo Federal tem sido extremamente rigoroso com os critérios de quem pode participar do programa social.

Até porque, no ano passado, tivemos muitos casos de recebimentos fraudulentos, por parte de quem não precisava receber. E quem precisava, acabou ficando de fora. Disso, se você está entre os eliminados do projeto, e considera a decisão injusta, saiba que é possível contestar a decisão do auxílio emergencial cortado.

auxílio emergencial cortado
Auxílio emergencial cortado: Quem foi prejudicado? O que fazer?

Auxílio emergencial cortado: como agir?

Caso você tenha tido o seu auxílio emergencial cortado, fique calmo, pois ainda é possível recuperar o mesmo. Para tal, tudo que precisa fazer é entrar no setor do Dataprev, que é responsável por analisar todos os perfis dos participantes. O mesmo pode ser acessado por meio do https://www.consultaauxilio.cidadania.gov.br. Disso, quando a página carregar, terá que digitar alguns dados pessoais seu, para poder seguir. Como por exemplo, o seu CPF, o seu nome completo, o nome de sua mãe, e por fim, sua data de nascimento.

Feito isso, basta marcar a opção não sou um robô e confirmar o captcha digital. Disso, aperte e enviar, e verá como está o status de seu benefício. Caso apareça que teve seu auxílio emergencial cortado, logo abaixo de tal informação terá uma opção de contestar a decisão. Aperte na mesma, e então, uma caixa será disponibilizada para que você escreva sobre sua situação. Aqui explique o porquê você precisa ser mantido no programa, e envie. Feito isso, o Governo Federal poderá demorar alguns dias para analisar sua solicitação, e então, te dar uma nova resposta a respeito do que você precisa.

Auxílio emergencial cortado: novos casos

Conforme mencionamos anteriormente, o Governo Federal efetuou cortes em diversos cadastros no programa. Ao todo, em 2020, haviam 67 milhões de brasileiros inscritos. E para 2021, nos pagamentos da primeira parcela, em abril, haviam apenas 39 milhões de participantes. Ou seja, o número de auxílio emergencial cortado foi gigantesco.

E isso não parou por aí, pois, desde então, o Dataprev vem fazendo análises mensais nos perfis dos participantes. Isso para ver quem está descumprindo as regras. E agora, em julho, já foram registrados mais de dois milhões de novos cortes do projeto.

Quais as exigências do programa social?

Com relação ao calendário auxílio emergencial, isso acontece porque os participantes estão deixando de cumprir as normas exigidas pelo Governo Federal. São elas:

  1. Primeiramente, estar desempregado ou ser um trabalhador freelance. Disso, quem conseguiu um emprego registrado neste período será eliminado
  2. Posteriormente, ter uma renda familiar mensal de no máximo três salários mínimos. Mais do que isso já será automaticamente desconsiderado do projeto
  3. E por fim, não é permitido que participe de nenhum outro programa social. Apenas com a exceção do Bolsa Família. Isso porque, tal projeto é considerado de extrema necessidade, por garantir o estado de sobrevivência de diversas famílias brasileiras carentes
Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui