quinta-feira, abril 15, 2021

Auxílio Emergencial: Governo abre novo prazo para contestar bloqueio

Em pouco tempo, o auxílio emergencial se tornou um dos benefícios mais populares no Brasil. Isso por conta da pandemia do Covid-19, que segue afetando financeiramente diversas famílias brasileiras. E com isso, o auxílio as tem ajudado a pelo menos garantir seu estado de sobrevivência. Entretanto, para 2021, houve um corte brutal no número de participantes, com quase 24 milhões sendo retirados.

Disso, algumas pessoas podem ter tido seu benefício cortado de modo irregular. E o Governo Federal estabeleceu um prazo que estas pessoas possam contestar seus bloqueios ou pedidos negados. Neste artigo, estaremos falando um pouco mais a respeito deste assunto.

auxílio emergencial

Prazo para contestação do auxílio emergencial

Para quem teve seu auxílio emergencial negado ou bloqueado pelo Governo Federal, é possível efetuar a contestação de tal movimentação. O prazo final, incialmente, ia até esta última segunda-feira (12 de abril). Entretanto, a entidade decidiu prorrogar este prazo por mais dez dias.

Portanto, agora, as pessoas que estão de fora do programa social ainda terão até o dia 22 de abril para poderem enviar uma nova solicitação de análise. Lembrando que o Dataprev, empresa oficial do governo, é a responsável por analisar todos os perfis dos que se cadastraram. Enquanto que a Caixa Econômica Federal é quem realiza o pagamento de todos os benefícios.

Como contestar seu auxílio emergencial

Caso você deseje contestar seu auxílio emergencial, é possível. Para tal, será necessário retornar o portal de consulta do benefício. Este é o mesmo que você utilizou para verificar a sua situação, de se havia sido aprovado ou não. O mesmo pode ser acessado por meio do site oficial do Ministério da Cidadania. Uma vez dentro dele, terá que inserir novamente os seus dados pessoais.

Estes são o seu CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Depois de consultar, caso não apareça a mensagem de elegível, poderá clicar no botão de solicitar contestação. Agora, terá que redigir um pequeno texto explicando o porquê você precisa do benefício e deve ser reconsiderado.

Auxílio emergencial e os valores a serem pagos

Para quem é um beneficiário do auxílio emergencial e teve o pagamento aprovado pelo Governo Federal, saiba que existem até três quantias diferentes que você pode ser pago. A primeira delas é no valor de R$ 150,00, a segunda de R$ 250,00 e a última de R$ 375,00.

A primeira é para quem mora sozinho, enquanto que a segunda é para quem tem pelo menos um dependente em sua residência. Já o terceiro e último caso é para mulheres que são consideradas chefes de família.

Período de pagamentos do benefício

O Governo Federal também já estabeleceu um período de pagamentos para distribuir o auxílio emergencial. No caso, a população só poderá receber o mesmo em quatro parcelas. Ou seja, começando de abril, o benefício será pago também em maio, junho e julho. Ainda não há nada oficial sobre uma prorrogação deste prazo.

Entretanto, acreditamos que caso a pandemia do Covid-19 permaneça agravante em nosso país, há uma grande possibilidade do programa social ser prorrogado até o último mês do ano, caso isso aconteça.

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui