domingo, outubro 24, 2021

Auxílio emergencial negado: últimos dias para contestar rejeição

O auxílio emergencial é um dos principais benefícios criado pelo Governo Federal, ainda em 2020. E para 2021, não apenas já teve seu retorno confirmado, como também já está sendo pago. Entretanto, algumas pessoas tiveram seus pedidos negados pelo Dataprev, entidade oficial do governo, que está analisando o perfil de todos aqueles que se inscreveram no último ano.

Aproximadamente 27 milhões de brasileiros foram excluídos desta edição. Entretanto, caso ache que tenha sido injustamente afastado, ainda poderá contestar esta decisão, e solicitar uma nova avaliação. Neste artigo, estaremos falando não apenas sobre como pode fazer isso, mas sobre o programa em si.

auxílio emergencial

Contestação do auxílio emergencial negado

Caso você tenha tido seu auxílio emergencial negado, fique tranquilo, pois ainda dá para contestar o mesmo. Entretanto, saiba que existe uma data limite para tal. Esta, no caso, está prevista para o dia 22 de abril, nesta próxima quinta-feira. Disso, caso tenha ficado de fora, não será mais possível solicitar uma reavaliação.

Para fazer isso, basta se direcionar ao site de consulta do Dataprev, e digitar os seus dados pessoais. Após enviar as informações, aparecerá se foi negado ou não. Caso sim, terá um botão abaixo escrito conteste seu pedido. Clique no mesmo, e abrirá uma caixa para explicar seu caso. Capriche no que for escrever e envie a solicitação.

Valores do auxílio emergencial

Caso você queira receber o auxílio emergencial, saiba que existem alguns grupos diferentes de pagamento para 2021. O benefício não seguirá os R$ 600,00 que foram pagos em 2020. Agora, o primeiro grupo, que é destinado apenas para pessoas que moram sozinhas, será de R$ 150,00.

O segundo é para quem tem pelo menos um beneficiário em seu núcleo familiar, recebendo R$ 250,00. E por fim, o último grupo é para mulheres consideradas chefes de família. Estas serão garantidas R$ 375,00.

Períodos de pagamento do benefício

Em 2020, o auxílio emergencial foi pago de abril até dezembro, dando quase nove meses de prazo. Entretanto, para 2021, isso não deverá acontecer. Até porque, já foi estabelecido que o benefício será pago em apenas quatro parcelas, começando já de abril. Então, o mesmo permanecerá ainda em maio, junho e julho.

Segundo o próprio Ministério da Cidadania, há sim uma chance de o programa social ser prorrogado até dezembro. Entretanto, ainda não há nada garantido de maneira oficial sobre. Deve acontecer apenas se a pandemia do Covid-19 permanecer em estado crítico.

Cadastros do auxílio emergencial

Em 2020, cerca de 67 milhões de brasileiros receberam o auxílio emergencial do Governo Federal. Entretanto, este número é esperado para cair para a casa dos 40 milhões, em 2021. Isso porque, o governo identificou diversos recebimentos fraudulentos, de pessoas que não precisavam do benefício. E agora, para esta edição, estão realizando vistorias em todos os cadastros feitos no último ano.

E quem não se enquadrar nas exigências feitas por eles, será automaticamente excluído da folha de pagamento. Estas incluem não ter registro sob carteira, ter menos de três salários mínimos de renda familiar mensal, e não participar de nenhum outro programa social. A única exceção aqui de projetos é o Bolsa Família.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui