sexta-feira, dezembro 3, 2021

Auxílio Emergencial pode ser estendido até 2022 por reforma no IR

O auxílio emergencial tem se tornado um dos, se não o principal programa social pago no Brasil, desde 2020. O mesmo surgiu meio a pandemia do Covid-19, para amparar financeiramente todos aqueles que foram afetados diretamente pelo vírus. Seja porque perderam seus empregos, tiveram salários modificados, ou até mesmo foram forçados a fecharem seus empreendimentos.

E agora, já estamos na última parcela a ser paga no benefício. Mas, o Governo Federal admitiu a possibilidade de poder renovar o projeto, novamente, para 2022, dependendo claro de alguns fatores. E neste artigo, falaremos mais a respeito deste assunto, explicando o cenário.

Auxílio Emergencial pode ser estendido até 2022 por reforma no IR
Auxílio Emergencial pode ser estendido até 2022 por reforma no IR

Auxílio emergencial pode ser prorrogado

Nesta última semana, o ministro da economia, Paulo Guedes, veio a público para falar um pouco mais a respeito do auxílio emergencial. O mesmo admitiu que existe sim uma grande possibilidade da concessão da prorrogação do projeto. Entretanto, é necessário fazer um reajuste da mensalidade, ou seja, os valores pagos aos beneficiários, e também um novo corte na lista de beneficiários deve acontecer.

E claro, o principal fator é depender de alguma mudança no imposto de renda para 2022. Se todos estes fatores forem concretizados, então, devemos ter a continuação do programa social para o próximo ano.

Auxílio emergencial pode ter um valor maior

Ainda falando sobre a reforma do imposto de renda para 2022, o ministro Paulo Guedes afirmou que caso de fato isso aconteça, então, seria possibilitado uma maior quantia de recursos. Tudo para poder financiar e expandir o valor de pagamento do auxílio emergencial. Assim, a mensalidade deverá subir significativamente. E a especulação, segundo o ministro da economia, é que os valores possam atingir até mesmo a casa dos R$ 500,00, por beneficiário. Apesar disso, o período no qual o benefício deverá ser pago, caso confirmado, ainda não foi confirmado pelo Governo Federal.

Ainda vale a pena lembrar que caso tais rumores se confirmem, então, este será na verdade a terceira mudança de valores nas parcelas do benefício. Originalmente, o auxílio emergencial foi criado ainda em 2020, e durante todo o ano, ofereceu pagamentosdo auxílio emergencial de R$ 600,00. Entretanto, por conta dos imensos rombos nos cofres públicos que foram gerados, tal quantia se tornou inviável para 2021. Disso o governo criou três novos grupos de pagamento, sendo o primeiro deles de R$ 150,00, para quem mora sozinho. Então, o segundo é de R$ 250,00, para quem possui ao menos um dependente em seu núcleo familiar. E por fim, temos o terceiro e último, de R$ 375,00, para mulheres chefes de família.

Mais informações

Vale a pena lembrar que ainda não temos uma data específica para sabermos sobre a prorrogação oficial do auxílio emergencial. É necessário que a Câmara dos Deputados e o Senado Federal julguem primeiro a reforma do imposto de renda. E disso, o presidente da república, Jair Bolsonaro, também precisa sancionar o mesmo.

Até a reforma do Bolsa Família, que se transformará em auxílio Brasil, poderá contribuir para isso. Pois caso o projeto seja negado, então, a quantia que é utilizada para o mesmo poderá ser redirecionada para dar sequência ao projeto.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui