domingo, outubro 24, 2021

Auxílio Emergencial: Porque não posso transferir o saldo Caixa Tem?

O auxílio emergencial é o benefício mais esperado de 2021, após o imenso sucesso no ano passado. Isso por conta da pandemia do Covid-19, que segue ativa em nosso país. E deste modo, criou-se novamente a necessidade de retornar com o programa social. Até porque, muitas famílias ainda estão sendo afetadas financeiramente por conta desta situação.

A exemplo de 2020, todos que receberam as quantias no aplicativo Caixa TEM, precisarão respeitar um período limite para saque. Na verdade, pode até mesmo aparecer que seu saldo está bloqueado, em casos de saque, mas, este não é necessariamente o que acontece. Neste artigo, falaremos mais a respeito disso.

auxílio emergencial
Saque do auxílio emergencial

Bloqueio de saque no auxílio emergencial

Não se espante caso você não consiga sacar seu auxílio emergencial no Caixa TEM, nem conseguir fazer transferências, pelo menos logo de cara. Até porque, isso é completamente normal. Igual ao ano passado, a Caixa Econômica Federal dividiu o calendário do benefício em duas etapas diferentes.

Na primeira delas, que é quando a quantia cai em sua conta da Caixa, ela fica disponível apenas para pagamentos de boletos, compras online utilizando o débito virtual, ou por meio de outras compras que utilizam o QR Code. Tanto para as maquininhas, como para em lojas online, em sites ou aplicativos.

Leia também: Calendário do 13º INSS é definido e pagamentos devem começar em maio

Já a segunda fase, é basicamente um mês depois do recebimento inicial. E nesta, aí sim o auxílio emergencial recebido pelo cidadão fica disponível para efetuar saques e transferências, como por exemplo o PIX. Uma grande dica para quem tem Nubank por exemplo, é gerar um boleto para sua própria conta aqui.

Pois neste caso, constará como pagamento de boleto, e aí já se enquadrará no primeiro período. Disso, a quantia que você colocou no boleto cairá em sua conta corrente assim que compensando, geralmente no dia próximo dia útil. Nos demais casos, é necessário que você aguarde o prazo estabelecido pela instituição bancária.

Calendário para transferências do auxílio emergencial

Seguindo os dados de cima, também listaremos abaixo todos os períodos no qual as transferências serão liberadas. Siga:

  1. Primeiramente, para quem nasceu em janeiro, fevereiro e março, os saques ficarão liberados em 4, 6 e 10 de maio, respectivamente
  2. Posteriormente, para os nascidos em abril, maio e junho, serão liberadas transferências em 12, 14 e 18 de maio
  3. Para julho, agosto e setembro, as transferências ficarão disponíveis em 20, 21 e 25 de maio
  4. E por fim, em outubro, novembro e dezembro, as movimentações serão liberadas em 27 de maio, 1º de junho e 4 de junho

Saiba mais: Auxílio emergencial “em processamento”: Como desbloquear

Caso de beneficiários do Bolsa de Família

Lembrando que no caso de beneficiários normais do auxílio emergencial, estas datas deverão ser seguidas à risca. Entretanto, para quem já recebe o Bolsa Família, isso não é aplicado. Na verdade, nestes casos, a pessoa poderá movimentar seu benefício a qualquer hora.

Até porque, ele entrará para poder substituir o auxílio, então, seria considerado vital para a sobrevivência do cidadão. Esta é a única exceção listada pela Caixa Econômica Federal, meio ao calendário de transferências e saques do programa social.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui