sexta-feira, dezembro 3, 2021

Auxílio Emergencial: Confira a data do pagamento da 4ª parcela

O auxílio emergencial tem se tornado o principal programa social do Brasil, desde 2020. Até por conta da pandemia do Covid-19, na qual diversas famílias foram extremamente afetadas financeiramente. E com isso, criou-se a necessidade de que o Governo Federal fizesse um benefício para amparar estas pessoas.

E para 2021, o projeto retornou, porém, com valores menores. Sem falar que, originalmente, o mesmo seria pago apenas em quatro parcelas. Entretanto, ainda nesta semana, o governo anunciou que o auxílio será prorrogado até outubro, totalizando sete pagamentos. E agora, conforme estamos no mês de julho, já estamos próximos de termos a quarta rodada distribuída.

auxílio emergencial

Calendário do auxílio emergencial

Recentemente, o Governo Federal, em conjunto com a Caixa Econômica Federal, divulgou o calendário do auxílio emergencial. Lembre-se que as datas abaixo são referentes a quarta parcela. Siga:

  1. Primeiramente, nascidos em janeiro, fevereiro e março receberão em 23, 25 e 28 de julho
  2. Posteriormente, quem nasceu em abril, maio e junho poderá receber em 1º, 3 e 5 de agosto
  3. Disso, nascidos em julho, agosto e setembro receberão em 8, 11 e 15 de agosto
  4. E por fim, quem nasceu em outubro, novembro e dezembro, poderá receber em 18, 20 e 22 de agosto

Valor do auxílio emergencial é mantido

Apesar de o auxílio emergencial ter sido prorrogado, por mais três parcelas, seu valor permanecerá o mesmo. Havia uma discussão de se o programa social poderia ou não subir seus pagamentos para R$ 500,00. Entretanto, isso foi algo que não animou o Governo Federal. E deste modo, foi mantido o valor original para este ano de 2021.

Ou seja, seguimos com três quantias diferentes: as de R$ 150,00, R$ 250,00 e R$ 375,00. O primeiro valor é para quem mora sozinho, o segundo para quem tem dependentes em sua residência, e o terceiro para mulheres chefes de família.

Novos cadastros no auxílio

Apesar de o Governo Federal ter prorrogado o auxílio emergencial por mais três meses, infelizmente, ainda não é possível fazer novos cadastros ao mesmo. Na verdade, sequer sabemos se o governo voltará a abrir inscrições. Até porque, em 2020, houveram milhares de casos de recebimentos fraudulentos. E com isso, o Dataprev, uma instituição oficial do governo, acabou por analisar o perfil de todos os participantes. E disso, dos mais de 67 milhões de brasileiros que participaram, cerca de 27 milhões foram excluídos da edição deste ano.

Tudo porque não atendiam aos principais requisitos por parte da entidade, para participar do auxílio emergencial. Estes incluíam, primeiramente, ter uma renda mensal inferior a três salários mínimos, no máximo. E isso já incluindo seu inteiro núcleo familiar. Disso, você também não pode ser registrado em carteira. Ou seja, o benefício é totalmente destinado para quem está desempregado, ou até mesmo para trabalhadores freelances. E por fim, não é permitido também que esteja participando de qualquer outro programa social do Governo Federal. Este com exceção do Bolsa Família, pois o mesmo é considerado essencial para a sobrevivência do cidadão, e, portanto, é permitido. Agora caso participe de algum outro, não poderá receber o auxílio.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui