sexta-feira, junho 18, 2021

Calendário do Auxílio Emergencial: Confira as datas da 3ª e 4ª parcela

O o calendário do auxílio emergencial é referente a um dos principais programas sociais do Brasil, desde sua criação, ainda em 2020. O mesmo surgiu meio a pandemia do Covid-19, para amparar boa parte da população brasileira. Isso claro, desde que tenham sido afetados negativamente por conta do fechamento de empresas e perda de trabalhos.

Entretanto, a edição de 2021 é totalmente diferente da que foi feita ano passado. Desde em termos de remuneração ao período de pagamentos. Na verdade, falando mais sobre isso, o Governo Federal já divulgou o calendário para a terceira e a quarta parcela do benefício. E é isso que passaremos abaixo.

Calendário do auxílio emergencial

Ainda nesta semana, o Governo Federal divulgou o calendário do auxílio emergencial para a terceira e quarta parcela. Abaixo, separamos estes em forma de lista, para facilitar seu acesso à informação. Siga:

Terceira Parcela:

  1. Primeiramente, para nascidos em janeiro, fevereiro e março, o pagamento será liberado em 20, 23 e 25 de junho
  2. Posteriormente, para quem nasceu em abril, maio e junho, o benefício virá em 27 e 30 de junho, e 4 de julho
  3. Para nascidos em julho, agosto e setembro, o pagamento será liberado em 6, 9 e 11 de julho
  4. E por fim, para quem nasceu em outubro, novembro e dezembro, o benefício virá em 14, 18 e 21 de julho

Quarta Parcela:

  1. Para nascidos em janeiro, fevereiro e março, o pagamento será liberado em 23, 25 e 28 de julho
  2. Quem nasceu em abril, maio e junho, o benefício virá em 1º, 3 e 5 de agosto
  3. Nascidos em julho, agosto e setembro, o pagamento será liberado em 8, 11 e 15 de agosto
  4. Para quem nasceu em outubro, novembro e dezembro, o benefício virá em 18, 20 e 22 de agosto, seguindo o calendário do auxílio emergencial

Calendário do auxílio emergencial: período de pagamentos

Originalmente, o calendário do auxílio emergencial de 2021 é bastante diferente de 2020. Isso porque, no último ano, o Governo Federal pagou os beneficiários de abril a dezembro. Entretanto, para este ano, por ter uma verba menor, foi definido que só seriam pagas quatro parcelas para o povo.

Entretanto, com a pandemia do Covid-19 permanecendo ativa e alarmante em nosso país, já foi discutida a possibilidade de o programa social ser prorrogado. Pelo menos até o final do ano, mais precisamente para o mês de dezembro.

Novos cadastros

Apesar de o calendário do auxílio emergencial ter uma real possibilidade de ser prorrogado, provavelmente o Governo Federal não deverá abrir novos cadastros para o programa social. Isso porque, a ideia é manter justamente quem já está sendo beneficiado pelo projeto. Lembrando que em 2020, mais de 67 milhões de brasileiros receberam o benefício. Entretanto, destes houveram diversos casos de recebimentos fraudulentos.

E por isso, o governo fechou as inscrições para a edição de 2021. Justamente para eliminar quem não precisava receber a quantia do governo, dando uma maior prioridade aos que precisam de um amparo financeiro. Ao todo, estima-se que mais de 27 milhões de pessoas foram excluídas desta edição.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui