Início INSS Carnê GPS INSS está com dias contados; como contribuir agora

Carnê GPS INSS está com dias contados; como contribuir agora

0
86
Carnê GPS INSS
Carnê GPS INSS está com dias contados; como contribuir agora câmara

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é uma das principais entidades do Governo Federal. A mesma é responsável por administrar diversos programas sociais, e efetuar o disparo de pagamentos dos mesmos para os beneficiários. Mas, claro, estes para poderem participar precisam ser contribuintes da previdência social.

E isso por meio de descontos em folhas salariais, ou até mesmo contribuições voluntariadas. E este segundo ponto é exatamente o que trataremos neste artigo. Até porque, a empresa anunciou nesta semana que o Carnê GPS INSS deverá deixar de existir. E com isso, os procedimentos para depósitos avulsos será feito de maneira totalmente diferente.

Extinção do Carnê GPS INSS

Antes de falar sobre o carnê GPS INSS, é necessário explicar o que é o Guia de Previdência Social (GPS). Este nada mais é do que um documento utilizado para o recolhimento mensal de contribuições. Estas apenas de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social. E por meio deste documento geral, constam as informações básicas e necessárias para poder efetuar uma contribuição à entidade.

Carnê GPS INSS
Carnê GPS INSS está com dias contados; como contribuir agora
câmara

A guia sempre foi fornecida pela Receita Federal, em seu site, aplicativo, ou até mesmo comprando um carnê em papelarias, com preenchimento manual. Este popularmente ficou conhecido como laranjinha, por muito tempo.

Fim do Carnê GPS INSS: e agora?

Ainda no dia 11 de agosto deste ano de 2011, foi reconhecida uma publicação do Instituto Nacional do Seguro Social no Diário Oficial da União (DOU). E nesta, estava decretado o fim do Carnê GPS INSS, por meio da portaria nº 1.337. E disso, se tornaria obrigatória a contribuição por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU).

Isso já está ativo, na verdade, desde o dia primeiro de setembro. E agora, contribuintes podem realizar o recolhimento por meio da GRU. Mas, ainda é possível utilizar o GPS, até o dia 30 de junho de 2022. Apenas para quem já gerou as faturas. Disso, o novo sistema passará a ser obrigatório para todos.

Carnês GPS INSS virará GRU

Conforme mencionamos anteriormente, os carnês GPS INSS serão suspensos em 2022, para que o GRU possa entrar de modo integral. O mesmo tem como principal meta padronizar a forma de recolhimento de tributos geris da união. E o acesso a plataforma pode ser feito de modo totalmente digital, por meio do endereço eletrônico https://www.gru.inss.gov.br. Lembrando que apesar de estar sendo disponibilizado no sistema do Instituto Nacional do Seguro Social, a Receita Federal também tem certo poder sobre a plataforma. E também consegue consultar todas as informações dos contribuintes  do INSS por meio desta.

Disso, lembre-se que caso o recolhimento do extinto carnês GPS INSS tenha valor abaixo dos R$ 50,00, o mesmo precisará ser feito por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU Simples). E disso, precisará também ser emitido por meio do site oficial da Secretaria do Tesouro Nacional. O Sistema GRU de cobrança do INSS 2022 é destinado para um exclusivo caso. O de captação de receitas próprias não previdenciárias, e também a recuperação de despesas do INSS, e do Fundo do Regime Geral de Previdência Social (FRGPS), como a exclusividade do sistema.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui