quarta-feira, agosto 4, 2021

ENEM e ENCCEJA pode mudar; MEC discute alterações nos programas

O ENEM e ENCCEJA são dois programas estudantis criados no Brasil, para ajudar os estudantes. Um deles garante o acesso de quem está concluindo o ensino médio à uma instituição de ensino superior. Enquanto o outro ampara aqueles que não conseguiram concluir o ensino fundamental, e até mesmo o médio, e que desejam voltar a estudar e obterem seus diplomas.

Recentemente, o Ministério da Educação (MEC) está estudando reformas em ambos os projetos, para promover melhorias significativas. As que mais estão sendo impactadas, até o momento, são as do Exame Nacional do Ensino Médio, em discussão já há alguns anos.

Mudanças no ENEM e ENCCEJA propostas

No Diário Oficial da União (DOU), um dos principais temas que foram debatidos é que no ENEM e ENCCEJA, a prova do ENEM está considerada com o modelo ultrapassado. E disso, alguns pontos importantes foram apresentados. Um deles, por exemplo, é a aplicação de um teste 100% digital, a fim de evitar gastos com transportes e até mesmo impressões da prova.

Além disso, uma frequência maior, de duas a três vezes ao ano. E por fim, uma adaptação das matérias cobradas, para que sejam compatíveis à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Este último é o documento que estipula o que deve ser ensinado em sala de aula.

Mudanças no ENEM e ENCCEJA que já estão acontecendo

Ainda falando do ENEM e ENCCEJA, mais voltado para o Exame Nacional do Ensino Médio, já existem algumas mudanças que estão em andamento. A primeira delas é a estreia do formato digital. Esta foi promovida em 2020, por conta da pandemia do Covid-19. Disso, apenas 96.086 candidatos, que tiveram taxa de abstenção, puderam gozar do novo modelo.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP), que organiza a prova, o teste deverá ser 100% informatizado até 2026. Além disso, o ENEM “seriado” ocorreria por meio do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). Disso, os alunos do ensino médio seriam avaliados pelo seu desempenho ao final do ano escolar.

ENEM e ENCCEJA: e quanto ao ENCCEJA?

Ainda no ENEM e ENCCEJA, mas, agora mencionando o ENCCEJA, o mesmo funciona para ajudar aqueles que ainda não conseguiram se formar no ensino médio ou até mesmo no ensino fundamental. O programa promove aulas com os temas e disciplinas apropriados, além de aplicar uma prova para verificar a capacidade e conhecimento que cada aluno adquiriu.

Caso seja aprovado, receberá o seu diploma. O Ministério da Educação não divulgou quais são as mudanças que pretendem fazer. Disso, será necessário aguardar as conversas no DOU para sabermos mais a respeito.

ENEM promove bolsas de estudo

Voltando a citar o ENEM, no ENEM e ENCCEJA, o teste ajuda estudantes a conseguirem bolsas de estudos em universidades. Sejam elas particulares ou até mesmo públicas. Até porque, existem programas educacionais para ambos casos, como é o exemplo do SISU e também do PROUNI.

No caso, a nota mínima de corte nos dois dias de teste é de 450 pontos. Sem falar que não é permitido que você zere na redação, que geralmente é feita sempre no segundo dia.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui