segunda-feira, outubro 25, 2021

Governo não descarta prorrogar auxílio se Auxílio Brasil não sair

O auxílio emergencial é um dos principais benefícios que estão sendo pagos no Brasil, desde 2020. O mesmo foi criado mediante a pandemia do Covid-19, para ajudar a população que estava em péssima situação financeira. Até porque, muitos perderam seus empregos, tiveram suas jornadas de trabalho modificadas, ou até mesmo foram forçados a fecharem seus empreendimentos.

Na verdade, o mesmo retornou para 2021, e já tem uma data anunciada pelo Governo Federal, para terminar de ser pago. Mas, o próprio ministro da economia, Paulo Guedes, anunciou a possibilidade de que o programa social seja renovado. Mas, claro, isso dependerá de um fator.

Auxílio Brasil
Auxílio Brasil

Auxílio emergencial será renovado?

Anteriormente, o Governo Federal havia anunciado que o auxílio emergencial não seria renovado. Originalmente, o mesmo deveria ter sido pago de abril deste ano até julho. Entretanto, isso não foi o que aconteceu. O governo optou por prorrogar o benefício em mais três parcelas, indo até o mês de outubro. Até porque, na época, o quadro de vacinação no Brasil estava extremamente lento. E assim, surgiu a preocupação real de acabar os pagamentos do programa social sem que a população estivesse devidamente imunizada. O que seria um problema, pois não poderiam voltar a exercer suas atividades remuneradas.

E disso, o governo afirmou que o auxílio emergencial não voltaria a ser prorrogado em 2021. E que na verdade, após quitarem esta última parcela, o mesmo seria extinto. Principalmente para direcionar todos os fundos que são utilizados para o auxílio Brasil. Este que vem para substituir o modelo atual do Bolsa Família. Semelhante ao que foi feito com o PIS/PASEP e o BEm. Entretanto, o ministro da economia, Paulo Guedes, falou mais a respeito do assunto. O mesmo disse que há a chance de o auxílio ser mantido, caso o novo modelo não seja aprovado na justiça.

Valor a ser pago no auxílio emergencial

Com relação ao valor pago no auxílio emergencial, este é um assunto muito interessante. Até porque, em 2020, as parcelas eram no valor fixo de R$ 600,00. Entretanto, isso mudou para o ano de 2021. Até porque, as verbas públicas não eram suficientes nos cofres públicos, para que tais números pudessem ser mantidos.

Disso, foram criados três grupos diferentes, para este ano. O primeiro deles é no valor de R$ 150,00, para quem mora sozinho. O segundo é de R$ 250,00, para quem tem pelo menos um dependente em seu núcleo familiar. E o terceiro é de R$ 375,00, para quem é considerada mulher chefe de família.

Quando sairá decisão?

O Governo Federal instituiu uma medida provisória colocando o auxílio Brasil em regência em todo o país, ainda no último mês. Disso, têm um prazo de até 90 dias no máximo para que tenham o ofício aprovado no Congresso Nacional.

Caso seja reprovado, então, o benefício não existirá, e com isso, o Bolsa Família deverá ser permanecido. Tal julgamento deverá acontecer em outubro, que coincide justamente com a última parcela do auxílio emergencial. E disso, caso o auxílio Brasil não passe, provavelmente já podemos ter um anúncio da renovação deste benefício, junto.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui