Início Impostos Governo oferece desconto por kWh para quem economizar energia

Governo oferece desconto por kWh para quem economizar energia

0
25
energia
Governo oferece desconto por kWh para quem economizar energia

A população brasileira está enfrentando uma das maiores crises da história. Não apenas pela pandemia do Covid-19, mas também por outros problemas externos. Um deles, por exemplo, é o da crise hídrica que vive o Brasil.

Pela falta de água, reabastecimento das reservas, e até mesmo chuvas, não há água suficiente nos reservatórios para gerar energia elétrica. O que fez com que o Governo Federal lançasse um aumento de aproximadamente R$ 5,00 por kWh na fatura de luz. Promovendo assim uma nova faixa vermelha, algo que gerou um descontentamento gigantesco por parte da população em todo o país.

Governo propõe desconto em conta de energia

Por conta do aumento abusivo que foi proposto pelo Governo Federal, criando mais uma faixa vermelha na conta de luz, um programa de desconto também foi criado. Ao que tudo indica, a entidade federal dará um desconto de R$ 0,50 por kWh gasto, para todos aqueles que economizarem energia elétrica.

energia
Governo oferece desconto por kWh para quem economizar energia

Lembrando que esta é a pior crise hídrica já vista no país, nos últimos 91 anos. E disso, a conta da luz deverá ficar ainda mais cara, neste ano. Na verdade, a fatura já havia passado por um acréscimo no começo do ano

Iniciativa sobre energia irá até o fim do ano

Considerando a revolta por parte da população brasileira, o Governo Federal tem como planejamento estender a iniciativa de desconto até o mês de dezembro deste ano. Disso, para termos o bônus sob a fatura de energia, será necessário reduzir o consumo entre 10 a 20% por mês. Neste caso, o cidadão se qualificará para obter o desconto promovido de R$ 0,50 por quilowatt-hora. O valor será feito sobre o volume total economizado dentro da porcentagem citada. Portanto, mesmo que economize mais do que 20%, não terá um direito acumulativo do desconto. Ele é fixado para todos aqueles entre a casa dos 10 e 20%.

E caso tenha dúvidas em como saber se está ou não poupando mais energia elétrica, é muito simples. Na verdade, o plano do Governo Federal é fazer uma comparação. Isso com relação ao seu consumo médio entre as suas últimas quatro faturas de luz. Caso haja de fato uma redução acima dos 10%, no comparativo com a média obtida, então, o desconto é concedido. Caso contrário, não poderá participar. E lembrando que o desconto será emitido para todas as distribuidoras do Brasil. Independentemente de qual região você esteja localizado, valendo para estados e municípios.

Crise hídrica no Brasil

Estamos passando por uma das maiores crises hídricas na história do Brasil. Segundo o Governo Federal, registramos a pior seca em um período de 91 anos, com as hidrelétricas operando no limite. E com isso, é necessário aumentar a geração de energia elétrica. De acordo com a Aneel, que é a principal entidade do setor, mesmo com reajustes recentes das bandeiras tarifárias, a arrecadação segue insuficiente.

O déficit na conta das bandeiras está na casa dos R$ 5,2 bilhões. Sem falar que o Brasil ainda precisará importar energia de países vizinhos, como a Argentina e o Uruguai. O que fariam os gastos aumentar exponencialmente. Ao todo, tal movimentação custaria mais R$ 8,6 bilhões aos cofres.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui