segunda-feira, novembro 29, 2021

Governo pode pagar auxílio emergencial retroativo

O auxílio emergencial é um dos principais benefícios do Brasil, desde sua criação, ainda em 2020. O mesmo se tornou extremamente útil e necessário para aqueles que precisavam de um amparo financeiro, nos últimos meses. Até porque, a pandemia do Covid-19 fez com que diversas famílias brasileiras fossem afetadas.

Muitas pessoas perderam seus empregos, tiveram seus salários diminuídos, ou até mesmo foram forçadas a fechar seus empreendimentos. Agora, o Governo Federal decidiu nesta semana que estará efetuando um pagamento retroativo, correspondente ao último ano. Até porque, muitas pessoas acabaram tendo seus pagamentos atrasados, ou até negados, de maneira injusta.

O pagamento retroativo do auxílio emergencial

Segundo o Governo Federal, mais de 34 mil pessoas receberão um pagamento retroativo do auxílio emergencial. Isso porque, até setembro de 2020, o benefício estava na casa dos R$ 600,00. Entretanto, a partir deste mês, foi cortado para R$ 300,00. E disso, os beneficiários tinham até dezembro para receber mais quatro parcelas.

O grande problema é que muitos pagamentos foram atrasados, e todos estes citados nunca viram o dinheiro. Então, a proposta agora é quitar esta pendência que existe. Além disso, aqueles que tiveram seu pedido negado, injustamente, também deverão receber. Mas, neste caso, o valor será o de R$ 600,00.

Valores do auxílio emergencial

Mencionamos anteriormente que o valor original do auxílio emergencial era de R$ 600,00. Entretanto, existiam mulheres chefes de família que recebiam até R$ 1.200,00. E para o ano de 2021, estes números caíram drasticamente. Na verdade, agora existem três grupos diferentes de pagamento.

O primeiro destes é destinado para quem mora sozinho, no valor de R$ 150,00. Depois deste, vem o segundo, que é exclusivo para quem tem pelo menos um dependente em seu núcleo familiar. Nestes casos, a parcela é de R$ 250,00. E por fim, mulheres que são chefes de família recebem R$ 375,00.

Auxílio emergencial será prorrogado?

Além do pagamento retroativo do auxílio emergencial, outro tópico que está em discussão é a prorrogação do benefício, em 2021. Isso porque, originalmente, o mesmo deveria ser pago em apenas quatro parcelas. Atualmente, o Governo Federal já está efetuando o pagamento da terceira, mas, a pandemia do Covid-19 está longe de acabar.

Na verdade, o presidente da república, Jair Bolsonaro, e o ministro da economia, Paulo Guedes, admitiram a necessidade de prorrogar o programa social por pelo menos mais dois ou três meses. Isso até garantir que toda a população esteja vacina e imunizada contra o vírus.

Novos cadastros abrirão?

Se você tem interesse em se registrar no auxílio emergencial, saiba que isso ainda não é possível. E na verdade, nem sabemos se o Governo Federal voltará a aceitar novos cadastros. Até porque, em 2020, mais de 67 milhões de brasileiros se inscreveram no programa social. E destes, mais de 24 milhões foram excluídos da edição deste ano.

Até porque, o governo alegou que os mesmos tiveram recebimentos fraudulentos, sem a necessidade da quantia. E com isso, analisaram o perfil de toda a população, para garantir que os inscritos sejam aqueles que realmente estão em necessidade do amparo financeiro. Portanto, não espere isso no futuro próximo.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui