Início Geral PIX pode ser proibido em SP; confira o caso

PIX pode ser proibido em SP; confira o caso

0
15
pix
PIX pode ser proibido em SP; confira o caso

O PIX tem se tornado o principal método de transferências bancárias do Brasil. Isso desde sua criação, ainda em novembro do ano passado. E desde então, tem se tornado cada vez mais popular em todo o Brasil. Principalmente por sua velocidade nas transações, por poder ser feito a qualquer dia e horário, e por ser totalmente gratuito. Mas, muitos locais do país têm relatados problemas envolvendo a transação.

Principalmente o estado de São Paulo, que tem caído em novos golpes envolvendo o PIX. Muitos estão efetuando sequestros relâmpagos, exigindo que o sequestrado em questão efetue uma transação para que seja liberado. E isso é algo, inclusive, que já está sendo discutido na Câmara dos Deputados.

PIX pode ser bloqueado em São Paulo

Um dos temas recentes que tem sido discutidos na Câmara dos Deputados é a continuidade do PIX no estado de São Paulo. Na verdade, o deputado Campos Machado (Avante) apresentou até mesmo uma proposta que proíbe a utilização deste método na região.

pix
PIX pode ser proibido em SP; confira o caso

E caso tal proposta seja aprovada, deverá ficar ativa até que providências sejam tomadas. No texto, o deputado confirmou um aumento de 39,1% nos casos de sequestro relâmpago em São Paulo. Isso apenas nos primeiros meses de 2021. Lembrando que tal número foi tirado com base no mesmo período do ano passado, no qual o PIX ainda não estava ativo no país.

Banco Central toma previdências com PIX

Sabendo do que está tramitando na justiça brasileira, o Banco Central, que foi a entidade responsável pela criação do pagamento por PIX, já começou a se mover e tomar previdências a respeito disso. Na verdade, na última semana, anunciou até mesmo algumas medidas de segurança. Como por exemplo, pagamentos noturnos passarão a ter um limite de R$ 1.000,00. E para ser considerado noturno precisa ser feito entre as 20h às 6h. Este horário geralmente é um dos quais ocorrem mais sequestros e movimentações de malfeitores na região paulista.

Além disso, o Banco Central também está estudando mais algumas mudanças envolvendo o PIX. Como por exemplo, oferecer a opção de clientes escolherem algumas contas para transações maiores no período noturno. Isso seria como uma válvula de escape para aqueles que precisam de fato, de modo natural, transferirem mais quantias. Seria como uma conta segura, que significa que está tudo bem com o titular. Além disso, tais medidas também devem se estender para transferências bancarias, como TED e DOC, e principalmente para compras pelo cartão de débito do titular da conta.

Aumento de limite também será modificado

Além disso, o aumento de limite do PIX também é algo que deverá passar por alguma mudança significativa. Como por exemplo, o Banco Central está instituindo que cada pedido de aumento de limite do titular da conta deverá ter um prazo de 24 a 48 horas para ser efetivado.

Ou seja, o cliente no caso pode pedir para aumentar seu limite de transferências para R$ 2.000,00, ou até mesmo mais. Mas, isso não será concedido na hora. Sendo essa mais uma medida de segurança para que os bandidos desistam desta nova ideia que tem circulado a principal região metropolitana do país.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui