segunda-feira, outubro 25, 2021

Presidente do Banco Central diz que DeFi é mais promissor que Bitcoin

O mundo das criptomoedas e moedas digitais têm ganhado cada vez mais e mais notoriedade em todo o planeta. Diariamente, investidores acabam entrando neste mercado, que é de longe um dos mais promissores das últimas décadas. Disso, até mesmo o Brasil tem começado a efetuar algumas movimentações, por meio do Banco Central.

E na verdade, o presidente da entidade, Roberto Campos Neto, já até afirmou que a tecnologia DeFi é muito promissora. E que disso, pretende apoiar a união entre o Open Finance e o Real Digital. Enquanto que o Bitcoin passaria a ser um ativo mais especulativo do que uma moeda em si.

Banco Central fala sobre o DeFi

Ao mesmo tempo que Roberto Campos Neto falou sobre a Bitcoin ser mais utilizada para trades no Brasil, também destacou o setor de finanças descentralizadas (DeFi). Segundo o mesmo, tal setor é extremamente promissor, e na verdade, seu potencial é tão grande que todo o sistema financeiro do país não poderia deixar de se integrar ao mesmo.

defi
Presidente do Banco Central diz que DeFi é mais promissor que Bitcoin

O setor utiliza a tecnologia blockchain, e o Banco Central acha interessante participar para construir dinheiro programável. Tanto que, na verdade, no Brasil já existem alguns trilhos de tal integração. Esse visa unir o Open Finance com o Real Digital, que é a moeda digital do país.

Cuidados com o DeFi e outros mercados

Ainda de acordo com o presidente do Banco Central, é necessário ter muito cuidado neste meio de criptomoedas e setor DeFi. Como por exemplo, para Campos Neto, algo que vale a pena uma observação mais cuidadosa são as stablecoins.

Estas, para ele, são como ETFs, entretanto, emitidas sem uma regulamentação por parte das empresas privadas. E isso pode causar uma grande distorção do mercado, subindo ou descendo os valores do bitcoin e de outrs criptomoedas de maneira incontrolável. Portanto, tenha cuidado ao investir aqui.

DeFi e as regulamentações

Além de fala sobre os setores DeFi, o presidente do Banco Central também falou mais sobre a regulamentação das criptomoedas. No ponto de vista dele, primeiramente, elas precisam ser tratadas como um investimento. E posteriormente, como um meio de pagamento, a ser aceito em qualquer local. Disso, a entidade está discutindo diversos projetos sobre tal regulamentação.

Até porque, Campos Neto entende o crescimento das criptos no mundo, e principalmente no Brasil, como um veículo de investimento. Este até que cause impacto nos números de importação. Portanto, devemos ter alguma novidade a respeito disso muito em breve.

Plataformas a ser acessadas

Existem muitas carteiras e traders oficiais em todo o mundo, que podem ser acessadas no Brasil. Apesar disso, não são todas que oferecem suporte para DeFi, e até mesmo que conseguem ter o setor acessado. Uma delas, que é completamente segura, e que podemos recomendar sem problema é a Binance.

A mesma pode abrir o setor, e ainda efetuar negociações de criptomoedas sem problema. Lembrando ainda que tal plataforma aceita depósitos por PIX, caindo o crédito em sua conta em instantes, e até mesmo por cartão de crédito. Mas, claro, estudar o mercado de trabalho também é algo muito importante, e até mesmo aconselhado, para que não acabe saindo no prejuízo.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui