quinta-feira, setembro 16, 2021

Prorrogação do auxílio emergencial: Como saber quem foi incluído

Apesar de ser um dos principais benefícios do Brasil na atualidade, o auxílio emergencial está próximo de seu fim. Criado ainda no começo de 2020, por conta da pandemia do Covid-19, o projeto tem ajudado milhões de brasileiros, todos os meses. E em 2021, originalmente estava previsto para ser pago em apenas quatro parcelas.

Mas, o Governo Federal decidiu por prorrogar os pagamentos em mais três parcelas do auxílio emergencial. E, desde abril, quando voltou a ser pago, vem excluindo cada vez mais participantes. Tudo isso para reduzir o número de recebimentos fraudulentos e pagamentos indevidos. E caso tenha sido um dos deletados, por engano, fique tranquilo, pois ainda é possível recuperar o benefício.

Como consultar seu auxílio emergencial

Caso você não tenha recebido o seu auxílio emergencial ou deseja apenas consultar o status do mesmo, é possível. Para tal, primeiramente, é necessário abrir o site oficial do Dataprev. Este no endereço eletrônico https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/.

auxílio emergencial
Prorrogação do auxílio emergencial: Como saber quem foi incluído

Então, terá que digitar alguns dados pessoais seu, como o CPF, nome completo, nome da mãe e a data de seu nascimento. Basta enviar os dados que aparecerá a situação de seu benefício. Caso esteja suspenso, terá em baixo um botão de contestar a decisão. Clique no mesmo e explique o porquê precisa do benefício, e envie.

Por que o auxílio emergencial será cancelado?

O presidente da república, Jair Bolsonaro, explicou o motivo de o auxílio emergencial estar sendo cancelado nos próximos meses. O programa social está com sua última parcela prevista para ser paga em outubro.

E então, o projeto sairá do ar. Isso para que o Governo Federal possa instituir o auxílio Brasil, que é um novo projeto que virá para substituir o Bolsa Família. E então, poderão utilizar as verbas que usariam aqui, para poder ajudar a arcar com o novo benefício. Que por sinal, terá valores muito mais altos do que o do Bolsa Família.

Exclusões do auxílio emergencial

Na verdade, as exclusões do auxílio emergencial não é um assunto relativamente novo para o brasileiro. Até porque, em 2020, cerca de 67 milhões de pessoas receberam o benefício. Entretanto, para 2021, mais de 20 milhões de brasileiros tiveram seus perfis excluídos da fila de pagamento.

Isso porque estavam recebendo as quantias indevidamente, e por não cumprirem as exigências feitas pelo Governo Federal. Tirando assim a oportunidade de quem realmente estava precisando de um amparo financeiro receber as quantias que estavam sendo destinadas para o público.

Exigências do programa

Dentre as exigências feitas pelo Governo Federal, para que possa ser elegível ao auxílio emergencial temos:

  1. Estar cadastrado na plataforma do Cadastro Único, e não receber nenhum outro programa por parte do governo. Com exceção apenas do Bolsa Família
  2. Também é necessário que esteja desempregado ou seja um trabalhador autônomo. Funcionários registrados em carteira, sob regime das Consolidações das Leis do Trabalho (CLT) não podem participar
  3. E por fim, não ter uma renda familiar mensal superior a três salários mínimos. Caso você tenha uma renda per capita superior a esta, então, infelizmente será descartado. E para quem recebeu o valor contra as regras, terá que devolver na declaração do imposto de renda
Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui