sexta-feira, dezembro 3, 2021

Racionamento de Combustível: Distribuidoras alertam desabastecimento

O combustível no Brasil tem sido um dos assuntos mais discutidos nos últimos meses. Até porque, constantemente, nas últimas semanas, o valor da gasolina, do etanol e até mesmo do diesel têm subido constantemente nas bombas dos postos. E agora, a Petrobras, que é uma das principais companhias do ramo no mundo, tem alertado o risco de desabastecimento de combustíveis.

Isso porque, a mesma está realizando diversos cortes nos pedidos de fornecimento de gasolina e óleo diesel. E o impacto disso é que a partir de novembro deste ano, possa existir um racionamento de combustível. E neste artigo, estaremos falando mais a respeito dessa nova ideia que tem surgido.

Racionamento de Combustível: ação da Petrobras foi feita sem consulta

Agora que o racionamento de combustível se tornou algo necessário, a partir de novembro, a associação das distribuidoras de combustível no Brasil, a Brasilcom, foi a público falar a respeito do ocorrido. Segundo a estatal, que detém o monopólio do refino, a Petrobras tomou tal decisão de cortar a distribuição sem consultar os demais setores no país.

Lembrando que todas as distribuidoras tentam comprar diretamente da mesma, porque é mais barato do que importar. Mas, agora que a empresa não está mais oferecendo produtos, as cotas de vendas futuras estão sendo reduzidas.

Racionamento de combustível e o impacto da ação da Petrobras

Seguindo a ideia do racionamento de combustível, é necessário antes entender qual será o impacto desta ação promovida pela Petrobras. Como por exemplo, em alguns casos, mais de 50% do volume solicitado pela compra vem por parte da empresa. E isso coloca o país em uma situação de desabastecimento.

E deste modo, será necessário buscar outras companhias para a compra. E disso, podemos até mesmo ver alguns casos de importação, o que com certeza seria um processo muito mais custoso. E neste caso, poderia fazer até mesmo os preços do combustível nos postos aumentarem ainda mais.

Racionamento de combustível e comunicados

Na verdade, a Brasilcom afirmou que também já entrou em contato com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), para falar sobre o ocorrido. E disso, tratar a respeito do possível problema de escassez que deverá acontecer no país, nos próximos meses.

E por isso, um esquema de racionamento de combustível deverá ser desenvolvido, até para poder lidar melhor com a situação. No comunicado, ainda ficam presentes diversas denúncias feitas contra a Petrobras, que é uma das maiores empresas que mexem com petróleo em todo o planeta.

Petrobras nega rumores

Apesar das diversas acusações e rumores que estão sendo levantadas por distribuidoras, a Petrobras veio a publica para desmentir isso. Segundo a mesma, suas refinarias seguem operando em normal contingência, sem a necessidade do racionamento de combustível. E, além disso, a estatal também cumpre integralmente todos os contratos com as respectivas distribuidoras.

Isso, claro, conforme é estabelecido entre os termos e prazos pré-definidos. A Brasilcom ainda se mostrou favorável ao programa de desinvestimento na área de refino por parte da estatal. Mas, destacou que as autoridades deveriam definir regras mais claras para os donos de usinas e sistemas logísticos.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui