quinta-feira, setembro 16, 2021

Revisão do FGTS pode pagar mais de R$ 10 mil; quem tem direito

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é um dos principais programas sociais que são pagos no Brasil. O mesmo só é pago para aqueles que são da classe trabalhadora, registrados em carteira, sob regime das Consolidações das Leis do Trabalho (CLT). Recentemente, o Governo Federal e a Caixa Econômica Federal têm especulado uma revisão do benefício.

Esta que possivelmente poderia pagar até R$ 30 mil para seus beneficiários. Mas claro, isso dependendo de quanto cada um tem disponível em seus fundos, com este valor considerado o máximo para a correção. O valor médio do saque do fundo de garantia seria de R$ 10 mil Todos estes dados ficarão disponíveis para você, abaixo.

fgts
Revisão do FGTS pode pagar mais de R$ 10 mil; quem tem direito

Mais informações sobre a revisão do FGTS

Ainda existem mais algumas informações importantes a respeito da revisão do FGTS. Existem muitas companhias que oferecem serviços totalmente gratuitos da calculadora, para o benefício. Para advogados, poderá utilizar o ELI FGTS, e para cidadãos comuns, basta ir atrás do LOIT FGTS. Estes oferecem valores médios das correções que ultrapassam a casa dos R$ 10 mil. Podendo chegar até mesmo R$ 20 e R$ 30 mil, como valor médio. Tudo dependerá, principalmente, de quanto cada um tem de disponível em seus fundos. E claro, há quanto tempo está somando quantias dentro do fundo.

Vale a pena lembrar que o FGTS e sua potencial revisão só estará disponibilizada para aqueles que trabalham ou que trabalharam em carteira assinada. E mais do que isso, desde o primeiro ano da criação do programa social, em 1999, até hoje. Mesmo que você já tenha efetuado o saque aniversário, ou a retirada total dos fundos. Neste caso, será analisado quanto você tinha em cada conta no momento do saque, para que possa ser efetuada a adição da diferença, feita na revisão. Apesar disso, o processo ainda está engatinhando na justiça.

Quando a revisão do benefício será julgada?

Uma das principais dúvidas dos beneficiários do FGTS, a respeito de quando o mesmo será revisado, ainda não sabemos. Isso porque, a ação ainda precisa ser julgada pela justiça brasileira. Originalmente, o plano deveria ter sido votado ainda em maio deste ano. Entretanto, o mesmo precisou ser adiado, por conta da pandemia do Covid-19, ainda com a chance de entrar em ação a qualquer momento. Enquanto isso, já que a corte não toma a decisão, os beneficiários e trabalhadores envolvidos podem entrar em pedido com a revisão. Isso de maneira totalmente independente e gratuita.

Vale a pena lembrar que a entidade oficial que será responsável por julgar a ação da revisão do FGTS é o Supremo Tribunal Federal. E em termos oficiais, analisarão a decisão de trocar ou não a Taxa Referencial (TR). Esta é utilizada na correção monetária do FGTS, durante todos os anos. E disso, seria aplicado um novo índice, que é considerado muito mais vantajosa. E é exatamente deste índice que partiria o aumento em até R$ 30 mil que boa parte das calculadoras e dos simuladores estão cotando. Lembre-se, entretanto, de ter o seu fundo ativo e ser um participante por pelo menos os últimos cinco anos, para que possa receber.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui