quinta-feira, julho 29, 2021

Auxílio emergencial pode ocorrer novamente em 2021

O auxílio emergencial tem se tornado um dos principais programas sociais na história recente do Brasil. Isso porque, o mesmo tem amparado diversas famílias que se encontram em situações financeiras ruins. Tudo por conta da pandemia do Covid-19, que tem arrasado com o país desde o surgimento do vírus, ainda em 2020.

Para este ano de 2021, o Governo Federal estará pagando mais quatro parcelas do benefício. E ao que parece, existe uma grande possibilidade do mesmo ser prorrogado. O ministro da economia, Paulo Guedes, comentou a respeito disso no começo desta semana. Neste artigo, estaremos falando mais sobre o assunto.

auxílio emergencial 2021

Possibilidade de ter o auxílio emergencial prorrogado

Diferentemente do ano passado, quando o auxílio emergencial foi pago por quase 9 meses, e em quantias maiores, isso não estava previsto para acontecer neste ano. Na verdade, a previsão era de que o benefício amparasse a população por apenas quatro meses. Entretanto, recentemente, o Ministério da Cidadania se pronunciou dizendo que talvez fosse possível uma prorrogação deste prazo, pelo restante do ano.

E nesta semana, Paulo Guedes reforçou isso ao dizer: “Isso pode acontecer [ter o auxílio prorrogado]. Temos recursos já separados para isso”, prosseguiu o ministro. Portanto, deveremos ter mais notícias a respeito disso em breve.

Pagamento do auxílio emergencial

Conforme mencionamos anteriormente, houveram muitas mudanças com relação ao pagamento do auxílio emergencial de 2020, para este ano. E uma destas foi justamente o valor a ser pago para os beneficiários. No último ano, a quantia foi de R$ 600,00. Entretanto, para agora, são três grupos financeiro diferentes.

O primeiro deles é destinado para pessoas que moram sozinhas, no valor de R$ 150,00. O segundo é para quem tem pelo menos um dependente em seu núcleo familiar, na quantia de R$ 250,00. E por fim, o último é para mulheres consideradas chefes de família. Neste caso, receberão R$ 375,00.

Cadastro do auxílio emergencial

Para quem quiser se cadastrar no auxílio emergencial, saiba que isso não é possível. Na verdade, sequer foi liberada a inscrição para a etapa de 2021. Até porque, o Governo Federal optou por analisar todos os 67 milhões de brasileiros que foram inscritos no último ano de 2020. Isso para eliminar recebimentos fraudulentos da população, totalizando numa exclusão de mais de 27 milhões de pessoas.

Agora, o programa social é exclusivamente destinado para desempregados, trabalhadores freelance, quem tem menos de três salários mínimos como renda mensal familiar, e principalmente para quem não recebe nenhum outro benefício do governo. O Bolsa Família é exceção aqui.

Mudanças no Bolsa Família

Segundo Paulo Guedes, mudanças no Bolsa Família deverão acontecer logo em sequência ao término do pagamento do auxílio emergencial, em julho. O ministro disse que o Governo Federal quer aumentar significativamente o valor do benefício que é pago para as famílias que estão em situação de extrema pobreza.

Disso, a prorrogação do auxílio só deverá ser efetuada, de fato, quando a reforma do Bolsa Família já tiver sido concretizada, e instalada no sistema de pagamento brasileiro. A projeção é que o auxílio volte apenas nos últimos meses do ano, caso a pandemia siga ativa.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui