domingo, outubro 24, 2021

Auxílio Emergencial pagará 4 parcelas de até R$ 300,00

O novo auxílio emergencial já está muito perto de ser aprovado no Senado. Isso porque, a Proposta de Emenda Constitucional esteve em pauta na última semana. Apesar de ainda não ser oficialmente liberada, já foi estipulada o prazo de pagamento. Ao todo, o Governo Federal efetuará a distribuição de quatro parcelas à população.

Com a primeira sendo paga já a partir deste mês de março, e a última em junho. O grande problema, entretanto, é a quantia a ser enviada. Pensando neste assunto, separamos neste artigo algumas informações importantes a respeito dos valores, e muito mais.

auxílio emergencial

Qual deverá ser o novo valor do auxílio emergencial

Diferentemente de 2020, quando o auxílio emergencial era de R$ 600,00, esta quantia não será assim para este ano. Isso porque, o presidente da república, Jair Bolsonaro, e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, são a favor de pagarem R$ 300,00 a população. Entretanto, Paulo Guedes, ministro da Economia, defende que o valor do benefício seja de R$ 200,00 a R$ 250,00.

E este é justamente um dos grandes entraves para a aprovação do programa social. Guedes ainda deverá trazer novas discussões nesta semana, para obter uma definição concreta a respeito disso.

Quando será aprovado o novo auxílio emergencial

Ainda não há uma estimativa correta de quando o novo auxílio emergencial será aprovado. Entretanto, é possível afirmar que é em um futuro próximo. Talvez, até mesmo nesta semana. Isso porque, na última quinta-feira (25 de fevereiro), já houveram as primeiras conversas no senado a respeito do mesmo.

E destas, foi decidido que o benefício será pago por pelo menos quatro meses. E claro, podendo ser prorrogado, se houver capacidade financeira do Governo Federal para tal. O principal problema segue sendo o valor das parcelas, e claro, para quantas pessoas será destinado.

Quem poderá receber o benefício?

Em 2020, cerca de 64 milhões de brasileiros foram beneficiados pelo projeto. Entretanto, isso acabou criando um rombo gigantesco nos cofres do governo. E disso, tal número para 2021 deverá diminuir drasticamente. A previsão do novo auxílio emergencial é a de que atinja apenas 40 milhões de pessoas.

E disso, geraria uma dívida de R$ 30 bilhões para o país. Fora que, quem já participa de outros programas sociais, não poderá entrar neste. Isso é para diminuir o número de benefícios distribuídos para uma única pessoa. E também, para beneficiar outros que ainda não recebem nada.

Onde receber o auxílio emergencial?

Apesar de ainda não estar confirmado, o novo auxílio emergencial 2021 deve seguir sendo pago pela Caixa Econômica Federal. Isso porque, a instituição bancária do governo já foi responsável pelo pagamento do benefício, em 2020. Isso sem falar, que também é responsável pela administração financeira de diversos outros programas sociais.

Entretanto, talvez seja necessário ter que efetuar um novo cadastro para participar. Até porque, pelas estimativas, mais de 24 milhões de brasileiros podem ser deixados para trás nisso. Então, a concorrência será bastante grande, para poucas vagas. Aconselhamos que esteja sempre de olho para não perder o seu lugar, e receber o auxílio meio a pandemia do Covid-19.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui