segunda-feira, outubro 25, 2021

Regras do Auxílio Brasil serão diferentes do Bolsa Família

O auxílio Brasil está chegando em novembro para revolucionar o país, em termos de benefícios. Até porque, o mesmo vem para substituir o modelo atual do Bolsa Família. Esse que está ativo no Brasil há quase duas décadas, e que finalmente terá positivas mudanças.

Dentre as principais, podemos listar um aumento considerável nas parcelas pagas, um método de inscrição muito mais fácil e prático, além de alguns outros incentivos também. Muitos acharam que o novo modelo manterá as mesmas regras que eram aplicadas anteriormente. Entretanto, isso é algo que não deve acontecer, segundo o Governo Federal.

Regras do Auxílio Brasil serão diferentes do Bolsa Família
Regras do Auxílio Brasil serão diferentes do Bolsa Família

Novas regras para o auxílio Brasil

O Governo Federal já estipulou quais serão as regras a serem cumpridas no auxílio Brasil. Sendo que este deverá começar a ser pago já no mês de novembro. Como por exemplo:

  1. Primeiramente, precisa ser uma família com condição de extrema pobreza. Essa que a renda mensal seja no máximo de R$ 89,00 por pessoa. Esse segue o modelo atual do Bolsa Família
  2. Posteriormente, pode ser uma família em condição de pobreza. Esta que tenha uma renda de R$ 89,00 a R$ 178,00, por pessoa. Isso ainda com gestantes ou pessoas com até 21 anos de idade. Também segue o modelo atual do programa social
  3. Disso, temos crianças e adolescentes com 6 a 15 anos, que tenham 85% de presença nas aulas da rede pública. Estas também poderão participar do auxílio Brasil
  4. Jovens que tenham de 16 a 17 anos também precisam ter uma frequência mínima escolar de 75%
  5. Crianças que tenham menos de 7 anos, e que estejam com todas as vacinas em dia, também podem. Desde que passem por um monitoramento, e que façam acompanhamento de seu crescimento nos principais postos de saúde de sua região. Estes são os principais requisitos

Auxílio Brasil pagará novos valores

Originalmente, o Bolsa Família paga a seus beneficiários uma quantia de R$ 189,00, por pessoa, de cada núcleo familiar que solicite o benefício. Entretanto, o presidente da república, Jair Bolsonaro, já veio a público para expressar o seu desejo em aumentar o valor das parcelas.

E disso, por exigência do mesmo, o pagamento aumentou para a casa dos R$ 300,00. Disso, temos um aumento de quase 50% no valor total do benefício. Isso sem falar também em muitos outros incentivos, destinados principalmente para os jovens estudantes, que podem fazer o benefício aumentar o seu valor ainda mais.

Mudanças no cadastro

Além disso, uma outra mudança que também deve acontecer é no modo como o auxílio Brasil pode ser solicitado. Atualmente, para se inscrever no Bolsa Família, é preciso efetuar, primeiramente, um registro no Cadastro Único. Esta é uma plataforma do Governo Federal para analisar o perfil de participantes que desejam receber programas sociais.

E disso, se dirigir até a sede da prefeitura de seu município, para solicitar o mesmo. Agora, o cadastro no CadÚnico deverá ser mantido, mas, um aplicativo está sendo desenvolvido, para que os futuros beneficiários possam solicitar o mesmo de maneira remota. Ou seja, sem a necessidade de ter que ir até algum lugar.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui