quinta-feira, setembro 16, 2021

Auxílio Emergencial final 7: Beneficiários já podem sacar 4ª parcela

O auxílio emergencial tem se tornado cada vez mais o principal programa social do Brasil. Isso porque, o mesmo foi criado ainda em 2020, no início da pandemia do Covid-19. E desde então, cada vez mais pessoas tentam receber o mesmo, para garantir uma boa ajuda de custos e amparo financeiro.

Lembrando que o benefício já está tendo sua quarta parcela paga para todos os beneficiários do Bolsa Família. E muito em breve, já deveremos começar com o pagamento da quinta. Vale a pena indagar que o Governo Federal prorrogou o projeto por mais três parcelas, que devem ir até outubro ou novembro deste ano.

Calendário do auxílio emergencial para quem recebe Bolsa Família

Para quem é beneficiário do Bolsa Família, o pagamento do auxílio emergencial é feito em datas diferentes ao dos simples beneficiários do Governo Federal, que não recebem nenhuma outra quantia. Confira abaixo as datas:

auxílio emergencial
Auxílio Emergencial final 7: Beneficiários já podem sacar 4ª parcela

  1. Primeiramente, quem tem o NIS terminado em 1, 2 e 3 receberam em 19, 20 e 21 de julho
  2. Posteriormente, aqueles que tem o NIS encerado em 4, 5 e 6 receberam em 22, 23 e 26 de julho
  3. Quem tem o NIS terminado em 7, 8 e 9 recebem apenas em 27, 28 e 29 de julho
  4. E por fim, aqueles que tem NIS encerrado em 0 recebem somente em 30 de julho

Valor do auxílio emergencial

Em 2020, o valor do auxílio emergencial que estava sendo pago para a população era o de R$ 600,00. Entretanto, para 2021, isso mudou. Até porque, o Governo Federal não conseguiria manter os mesmos gastos, nos cofres públicos. E agora, temos até três grupos diferentes.

O primeiro é destinado para quem mora sozinho, na casa dos R$ 150,00. O segundo, de R$ 250,00, é para quem tem pelo menos um dependente em seu núcleo familiar. E por fim, temos o terceiro, de R$ 375,00, para mulheres que são consideradas chefes de família.

Auxílio emergencial foi prorrogado

Inicialmente, o auxílio emergencial deveria ter sido pago em apenas quatro parcelas. Entretanto, o Governo Federal optou por prorrogar o pagamento do auxílio emergencial por mais três meses.

Isso porque a pandemia do Covid-19 ainda segue alarmante no país, e porque o quadro geral de vacinação nacional ainda não está avançado. A expectativa é de que o projeto deixe de ser pago em 2022, e que todo o Brasil se regularize financeiramente. Até porque, até lá, todos já devem ter sido vacinados.

Mais programas sociais

Com relação aos programas sociais criados pelo Governo Federal, o auxílio emergencial não foi o único. Na verdade, há também o retorno do Benefício Emergencial (BEm) e antecipação do 13º salário do INSS, que já foi paga. Para empresas, retorna o PRONAMPE, que dá linhas de crédito para as mesmas, além do Programa Brasil Mais.

Isso sem falar na reforma do Bolsa Família, que está sendo estudada para 2022. Nesta, o valor do projeto deverá aumentar significativamente: de R$ 192,00 para R$ 300,00. Este, inclusive, é um dos desejos do atual presidente da república, Jair Bolsonaro. Portanto, devemos ter mais novidades a respeito disso em breve.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui