quinta-feira, outubro 28, 2021

Auxílio emergencial será entre R$ 175 e 350, segundo Paulo Guedes

O novo auxílio emergencial está prestes a ser liberado para a população. Isso porque, o programa social de 2021 já foi aprovado em duas votações diferentes no Senado. E agora, o mesmo está sendo discutido na Câmara dos Deputados. Assim que receber um aval positivo, o Governo Federal já começará o período de análise.

Lembrando que o período aprovado para pagamento do benefício é de quatro meses, já podendo começar a partir de março. Entretanto, os valores ainda não estão definidos, com muitas modificações e discussões diferentes. Pensando assim, separamos neste artigo algumas informações importantes a respeito.

auxílio emergencial

Qual será o novo valor do auxílio emergencial?

Ao longo das últimas semanas, especularam-se muitos valores diferentes para o pagamento do auxílio emergencial. O próprio presidente da república, Jair Bolsonaro, disse que gostaria de ver quantias de R$ 300,00 sendo repassada a população. Entretanto, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, optou pelo valor de R$ 200,00.

Até mesmo R$ 50,00 a mais surgiu deste número. Mas, ao que parece, a quantia a ser paga pela população deverá ser calculada em uma variante, conforme a necessidade de cada família. Disso, Guedes veio a pública ainda nesta semana falar um pouco mais sobre a nova possibilidade.

Agora, estima-se que o novo auxílio emergencial seja de R$ 175,00 a R$ 375,00.

Mas, que a média do benefício seja a de R$ 250,00. Lembrando que o primeiro valor é para quem tem condições financeiras melhores, e que estarão no programa social. Enquanto que o valor máximo será distribuído apenas para famílias monoparentais, que possuem uma mulher como chefe.

Em 2020, por exemplo, o valor a ser pago era de R$ 600,00, mas, para as chefes de família, o benefício tinha tal quantia dobrada. Ou seja, o projeto beneficiará mais famílias em extrema pobreza, do que classes intermediárias.

Veja também: Programa Progredir: Como se inscrever e quais as regras

Como será o cadastro do auxílio emergencial para 2021?

Segundo informação divulgada pelo próprio Ministério da Cidadania, não será necessário que a população efetue um novo cadastro. Isso porque, o próprio Governo Federal pegará os dados daqueles que se inscreveram em 2020, para análise. Disso, pessoas que estavam desempregadas e agora estão empregadas, serão descartadas. Além disso, grupos familiares que já recebem programas sociais também não poderão participar.

Quem tem renda alta também deverá ficar de fora. Ou seja, este será um programa destinado apenas para pessoas em situações de extrema pobreza. Lembrando que no último ano, pouco mais de 64 milhões de brasileiros receberam o benefício. Agora, para 2021, tal número deverá cair pela metade.

Saiba mais: Auxílio Funeral: Quem tem direito a receber o benefício

Como será o pagamento do auxílio

Até o momento, já sabemos que o auxílio emergencial terá um número pré-determinado de parcelas a serem pagas. Estas são quatro, já começando a partir de março, indo até junho. Diferentemente de 2020, cujo o benefício foi pago por nove meses.

Sem falar que ainda não há nenhuma conversa sobre uma possível prorrogação deste prazo. É necessário ir acompanhando semanalmente a situação da pandemia do Covid-19. Que por sinal, foi o principal motivo desde programa social ter sido criado. Para ajudar financeiramente a população, e ainda mais as famílias afetadas negativamente.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui