sexta-feira, abril 30, 2021

Bolsa família: Beneficiários do auxílio emergencial podem contestar

O Bolsa Família é um dos benefícios mais importantes do Brasil, desde sua criação, ainda no começo dos anos 2000. Isso porque, ele é destinado para famílias que se encontram em situação de extrema pobreza. No caso, o programa social serve para ajudá-las com uma ajuda de custo de sobrevivência.

Mas, o que poucos sabem, é que ela é permitida em conjunta com o auxílio emergencial. Na verdade, é o único programa social em todo país que pode ser listado junto ao auxílio, segundo o próprio governo. E para quem não foi aprovado, ainda dá tempo de contestar. Neste artigo, explicaremos como.

bolsa família

Beneficiários do Bolsa Família com pedido negado

Se você é um beneficiário do Bolsa Família, então pode pedir seu benefício do auxílio emergencial. Caso tenha tido seu pedido negado, não se preocupe. Você ainda tem até este sábado (1º de maio) para contestar a resposta do Governo Federal. Para tal, terá que entrar no site oficial do Dataprev, no setor de consultas.

Digite seus dados pessoais, como o nome completo, documento, nome da mãe e data de nascimento. Disso, faça a consulta. Quando aparecer que teve o pedido negado, terá um botão embaixo para contestar. Aperte nele e explique sua situação. Envie a nova solicitação e aguarde o retorno.

Calendário do Bolsa Família para maio

Se você é um beneficiário do Bolsa Família, saiba que o calendário de pagamento para o mês de maio já foi divulgado. Abaixo, separamos o mesmo para você. Siga:

  1. Primeiramente, números finais do NIS em 1, 2 e 3 receberão em 18, 19 e 20 de maio
  2. Posteriormente, números do NIS terminados em 4, 5 e 6 estão previstos para 21, 24 e 25 de maio
  3. Seguindo, número finais em 7, 8 e 9, serão pagos em 26, 27 e 28 de maio
  4. E por fim, o NIS terminado em 0 será liberado somente em 31 de maio

Calendário do auxílio emergencial para quem recebe Bolsa Família

Já sabemos que quem recebe o Bolsa Família, terá o pagamento do auxílio emergencial em uma data diferente a de quem não recebe. Entretanto, o Governo Federal ainda não liberou esta data.

Acreditamos que ela possa ser liberada para ser pago antes mesmo da segunda metade de maio. Que é quando todo o resto da população também receberá o benefício. Até para não acumular programas sociais, e que tenha algo a receber em duas partes diferentes de um único mês. Na próxima semana o Governo deve divulgar tal informação.

Por que outros programas não são aceitos?

O Governo Federal não permite que o cidadão receba qualquer outro programa social para poder participar do auxílio emergencial. Com exceção apenas do Bolsa Família. Mas por quê? Simplesmente porque ele é considerado vital para a sobrevivência das famílias que estão em extrema pobreza.

E disso, serviria como um complemento financeiro. Do que simplesmente um caso de “ou um, ou outro”, no que de certo não melhoraria em nada a qualidade de vida do beneficiário. Se recebe qualquer outro projeto, já é certeza de que não será aprovado na inscrição.

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui