sexta-feira, dezembro 3, 2021

Casa Verde e Amarela: Governo lança novas cinco medidas

Desde que assumiu a presidência da república, Jair Bolsonaro tem sido muito ativo em programas sociais. Como por exemplo, o mesmo tem forçado a reforma do Bolsa Família, para se transformar em auxílio Brasil. E além disso, também foi responsável direto na reformulação do projeto Minha Casa, Minha Vida, que agora é conhecido por Casa Verde e Amarela.

Esse inclusive é um projeto habitacional, que visa construir residências, e até mesmo melhorar aquelas que já existem. Dando uma melhor condição de vida para todos aqueles que se encontram em alguma situação precária. E agora, o Governo Federal está lançando algumas novas medidas em cima do mesmo.

Casa Verde e Amarela: Governo lança novas cinco medidas
Casa Verde e Amarela: Governo lança novas cinco medidas

Governo facilita acesso ao programa Casa Verde e Amarela

Nesta semana, o Governo Federal anunciou que está efetuando algumas mudanças nas raízes do projeto Casa Verde e Amarela. Na verdade, foram feitas cinco grandes alterações no programa social, tenho até mesmo um reajuste de até 15% do valor, dependendo da situação.

E claro, tais medidas já foram aprovadas e estão sendo instituídas de maneira imediata. Isso para dar uma cara nova ao benefício, e também, fazer com que o mesmo ganhe cada vez mais popularidade pelo Brasil. Principalmente para aqueles que desejam ter uma casa própria.

Mudanças no Casa Verde e Amarela

Conforme anunciamos anteriormente, o Governo Federal efetuou cinco mudanças com relação ao programa Casa Verde e Amarela. A primeira delas é uma ampliação no teto do valor dos imóveis. Ou seja, agora, poderão comprar casas mais caras, com um limite maior. O reajuste do Casa Verde e Amarela será de 15% em cidades entre 50 e 100 mil habitantes, e 10% nos demais. Menos de 20 mil não serão reajustadas. A segunda é a mudança do aumento do número de famílias de baixa renda. Estas atendidas com os juros mais baixos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

A terceira mudança no Casa Verde e Amarela vem de uma redução na taxa de juros para as famílias com rendas mensais entre R$ 4 mil e R$ 7 mil, segundo o Programa Cotista. A quarta é a nova parceria com estados e municípios, para facilitar novos empreendimentos imobiliários, com contrapartidas de até 20%. E por fim, a última mudança é a ampliação da exigência de seguros, principalmente com os de danos estruturais. Mas, isso só será aceito caso o financiamento do cidadão seja feito com base direta no FGTS. Deste modo, o dinheiro será retirado dos fundos do Governo Federal, e não mais do bolso do cidadão.

Mais programas sociais

O Casa Verde Amarela não é o único programa social desenvolvido pelo Governo Federal, que alcançou um grande sucesso. Na verdade, temos também o Bolsa Família, que deve se transformar em auxílio Brasil em breve. Disso, há o auxílio emergencial, que está sendo pago pelo governo desde 2020, por conta da pandemia do Covid-19.

Até mesmo a antecipação do 13º salário do INSS, que foi aprovada e paga aos beneficiários. Empresas também possuem os seus projetos oferecidos, como por exemplo o PRONAMPE, que oferece linhas de crédito as mesmas. E até o Programa Brasil Mais, com uma boa capacitação profissional.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui