sábado, julho 24, 2021

Salário mínimo: Governo prevê aumento para R$ 1.147 em 2022

Ainda nesta quinta-feira (15 de abril), será enviado ao Congresso Nacional o plano do orçamento de 2022. Nele, tem uma definição do Governo Federal de que o salário mínimo deverá ser aumentado. No caso, este passaria dos atuais R$ 1.100,00 para R$ 1.147,00. Com isso, tal modificação resultaria em um aumento de 4,3% da quantia ganha pelos trabalhadores.

Este será o terceiro ano seguido que o piso nacional não terá nenhum aumento acima da inflação. Neste artigo, estaremos falando um pouco mais sobre este assunto. E também, alguns programas sociais que estão sendo criados para o mesmo ano.

Progressão do salário mínimo

Vale a pena falar que o salário mínimo, anualmente, vem sofrendo grandes mudanças em seu valor. Por exemplo, em 2011, o mesmo estava na casa dos R$ 540,00. Hoje, já está mais do que o dobro disso, com R$ 1.100,00. Apesar disso, não há uma linha óbvia de acréscimo para seguirmos.

Até porque, em alguns anos, houveram acréscimos de mais de 11% com relação ao último salário. Entretanto, em alguns outros, o valor foi aumentado em 5% ou até menos. Isso tem se tornado um movimento constante e também necessário, principalmente considerando que os preços de todos os produtos subiram.

Ano eleitoral afeta o salário mínimo

Um dos maiores motivos do salário mínimo já estar sendo discutido no orçamento de 2022, é que tal ano é um ano eleitoral. Portanto, novas eleições para presidente da república deverão acontecer aqui. Então, é comum que cada vez mais projetos e aumentos em benefícios possam ocorrer neste período.

Lembre-se que o valor discutido anteriormente nos parágrafos acimas ainda não foram oficializados. Portanto, o Governo Federal ainda poderá aumentar, ou até mesmo diminuir este número. Depende muito do que for aprovado no Congresso, e como o presidente da república vai reagir a isso.

Mais mudanças em um futuro próximo

Não é apenas o salário mínimo que será afetado pelo ano de 2022, e também pelas eleições. Na verdade, já de agora que muitos outros programas sociais estão sendo modificados, e até mesmo criados. O auxílio emergencial, por exemplo, é um destes. O Governo Federal inclusive já começou a pagar a primeira parcela deste benefício, no mês de abril. Até porque, a pandemia do Covid-19 segue punindo financeiramente toda a população do país. O Benefício Emergencial (BEm) também está próximo de ser aprovado no Congresso. E disso, seria outro projeto criado em 2020, que voltaria a ativa.

Seguindo a lista, o Bolsa Família deverá ter uma reforma feita, principalmente em seus valores que são repassados para os brasileiros. Mas, claro, apenas após o auxílio emergencial ter sido pago por completo, no mês de julho. Disso, passará a ser discutido internamente, para ter o benefício aumentado.

Além disso, o PIS/PASEP, para quem tinha que receber alguma quantia no segundo semestre de 2021, foi prorrogado para 2022. Deste modo, milhões de reais foram livrados na segunda metade do ano. E com isso, algum novo programa social pode ser criado, ou então, até mesmo o auxílio emergencial pode ser prorrogado até dezembro. Tudo vai depender de como a economia andará.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui