sexta-feira, junho 18, 2021

Seguro-Desemprego, PIS/PASEP e INSS devem ser reajustados em 2022

A pandemia do Covid-19 segue ativa e extremamente alarmante no Brasil. Até porque, a cada dia que passa, mais e mais pessoas acabam contraindo o vírus. E por conta disso, por terem que adotar o isolamento cada vez mais, o Governo Federal se viu obrigado a criar e reajustar novos benefícios. Este é o caso do seguro-desemprego, do PIS/PASEP e também de projetos do INSS, que em 2022 têm a expectativa de sofrerem reformas.

Neste artigo, estaremos falando um pouco mais a respeito deste assunto, e o que devemos esperar do governo daqui para frente, pelo menos com relação a estes benefícios.

Mudanças no seguro-desemprego

Por conta do aumento do salário mínimo que deve acontecer na virada do ano, o valor do seguro-desemprego também deve ser modificado. Ao que tudo indica, sua parcela mínima deverá ser de R$ 1.155,55, em 2022. Entretanto, o teto máximo do benefício também será reajustado.

Atualmente, o cálculo do valor destas parcelas é feito com média nos salários dos últimos três meses anteriores à dispensa da pessoa. Saiba, porém, que o Governo Federal ainda não divulgou qual será o teto oficial para o programa social. Portanto, será necessário aguardar um comunicado da entidade para tal.

Por que o seguro-desemprego será modificado?

A reforma do seguro-desemprego e de outros programas sociais se tornou muito necessária no país. Isso porque, o Ministério da Economia divulgou recentemente o Boletim Macrofiscal, que projeta a economia do país nos próximos meses. E disso, notaram que a inflação ganhou um aumento significativo.

E deste modo, se torna necessário o reajuste do salário mínimo e de alguns benefícios que o utilizam como base. Até porque, o trabalhador não pode perder seu poder de compra, frente aos novos índices que devem ser indicados apenas no fim do ano. O governo sempre tenta acompanhar a inflação com isso.

Mudanças além do seguro-desemprego

Além do seguro-desemprego, outros programas como o PIS/PASEP e projetos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também devem ser modificados. O PIS/PASEP também deverá ser reajustado, para o mesmo valor do salário mínimo. A diferença é que precisa ter trabalhado somente 30 dias, com carteira assinada, no ano base do calendário.

Com relação aos projetos do INSS, 65% dos segurados da entidade do Governo Federal recebem um valor com base no salário-mínimo do país. Portanto, a alteração aqui também impactará disso diretamente. Lembrando que este reajuste da inflação acontecerá somente para quem ganha um salário mínimo.

Outros programas a serem criados

Vale a pena lembrar que o seguro-desemprego, o PIS/PASEP e os projetos do INSS não serão os únicos a sofrerem mudanças. Na verdade, para este ano de 2021, o auxílio emergencial retornou após longas discussões. Isso sem falar na antecipação do 13º salário do INSS, que também foi aprovado.

O PRONAMPE, que é um programa de créditos para empresas, também foi aprovado na última semana. Com isso, até mesmo o Bolsa Família tem a possibilidade de ser modificado. Principalmente quanto a quantia que é pago. Atualmente, oferece R$ 192,00 para os beneficiários. A mudança aumentaria o valor para R$ 250,00.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui