sexta-feira, dezembro 3, 2021

Auxílio Caminhoneiros: Governo lança benefício para evitar greve

Os caminhoneiros de todo o Brasil se tornaram um grande assunto no país, na última semana. Isso porque, a classe de trabalhador ameaçou o Governo Federal a entrar em uma grande greve nacional. Isso por conta dos aumentos abusivos nos combustíveis, principalmente o diesel.

Algo que tem dificultado e muito a prestação de serviço por parte dos mesmos. Isso sem falar que, alguns outros ainda clamam por melhores condições de trabalho, principalmente com relação às longas e exaustivas viagens. Disso, o governo já começou a se mexer para criar um novo tipo de benefício. Este deverá ser conhecido por auxílio caminhoneiros.

Greve dos Caminhoneiros
Greve dos Caminhoneiros

Governo lança auxílio caminhoneiro estrategicamente

Assessorados pela Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, os caminhoneiros já ameaçavam a greve a partir do dia 1º de novembro. Disso, não sabíamos por quanto tempo tal paralização perduraria. E com medo dos impactos que isso traria para a população, e principalmente para a comercialização de combustível, o Governo Federal anunciou a criação de um novo benefício. Este é o auxílio caminhoneiro, destinado para todos os motoristas autônomos, que se sentem lesados pela situação. Ao todo, o presidente da república, Jair Bolsonaro, confirmou que deverão ser pagos R$ 400,00 para mais de 750 mil caminhoneiros.

Vale a pena informar que o presidente ainda afirmou que o pagamento não deverá ser feito nas contas correntes dos mesmos. Mas sim por meio de um cartão, que deverá ser utilizado exclusivamente para o abastecimento. E com relação ao prazo, o auxílio caminhoneiros deverá ter sua concessão liberada apenas a partir de novembro. Até porque, o Governo Federal ainda precisa definir todos os detalhes do custeio do programa. E apesar disso, não apenas a entidade, mas como muitos outros profissionais do transporte não levaram a ideia da criação do benefício como uma boa atitude. E muitos na verdade até mesmo tratam isso como uma esmola.

Preço do combustível teve impacto no auxílio caminhoneiros

A principal razão de o Governo Federal estudar de fato a criação do auxílio caminhoneiros é o alto preço do combustível em todo o Brasil. E principalmente o diesel, que é o que mais abastece os caminhões.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o menor preço médio do litro de tal combustível é de R$ 4,823, no Rio Grande do Sul. E o maior é de R$ 6,208, no Acre. Ou seja, para abastecer um tanque de 500 litros, é preciso pagar uma média de R$ 1.929,20 no sul do país. Enquanto que na região norte, o valor total é de R$ 2.483,20.

O que acontecerá nos próximos dias?

O Governo Federal já anunciou que o auxílio caminhoneiros está previsto para ser instituído neste mês de novembro. E na verdade, a greve também estava prevista para acontecer no dia primeiro.

Apesar disso, ainda não houve nenhum comunicado oficial por parte da entidade dos caminhoneiros, para confirmar que a paralização estava de fato suspensa ou não. Então, a princípio, a mesma ainda está mantida, principalmente com a recusa que foi feita pelos profissionais da área, mediante ao valor de R$ 400,00 apresentando por Jair Bolsonaro.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui