sexta-feira, junho 18, 2021

Pensão por morte e aposentadoria podem ser acumuladas em 2021

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é uma das principais entidades do Governo Federal. Isso porque, o mesmo é responsável pela administração e pagamento de diversos programas sociais federais. Como por exemplo diversos tipos de aposentadoria, e até mesmo pensionatos.

Especificamente, a pensão por morte é um dos benefícios mais requisitados na empresa. Disso, acabam surgindo muitas dúvidas se é possível acumular o mesmo com outros programas, como por exemplo a própria aposentadoria. E neste artigo, estaremos falando um pouco mais a respeito deste artigo, para poder sanar todas as dúvidas que possa ter a respeito.

pensão por morte

É possível receber a pensão por morte junto com a aposentadoria?

Muitas pessoas têm dúvida se é possível receber a pensão por morte juntamente com sua aposentadoria. Principalmente por conta da reforma da previdência social, elaborada pelo Governo Federal, ainda na reta final de 2019. E a resposta para tal é sim. Ainda é permitido que os beneficiários recebam não só estes dois benefícios combinados, mas como também muitos outros.

Entretanto, a grande diferença agora é que ocorreram mudanças no cálculo para pagamento do benefício. Disso, reduziu bem o valor final que você acabará recebendo da entidade. Abaixo separamos alguns outros benefícios que também podem ser misturados, se quiser.

Pensão por morte e outros benefícios em conjunto

Se tem o desejo de saber qual outro benefício também pode ser recebido em conjunto, fique tranquilo. Até porque, são muitos casos diferentes, e separamos todos estes para você abaixo. Lembrando que todos estes casos foram explicados pela própria entidade oficial do Governo Federal. Portanto, são dados inteiramente confiáveis. Siga abaixo:

  1. Primeiramente, a pensão por morte pode ser recebida em conjunto com a aposentadoria, independente de qual modelo seja. Por doença, por invalidez, por idade ou por tempo de serviço
  2. Posteriormente, há também a pensão deixada por seu companheiro ou cônjuge, em conjunto com a pensão por morte. Desde que esta tenha sido deixada por filhos, com comprovação da dependência econômica
  3. E por fim, há também a junção da pensão por morte decorrente de um cônjuge ou companheiro de qualquer regime da previdência social, com a pensão por morte de regime diverso. Ou até mesmo por pensões aliadas às atividades militares

Se estiver em qualquer um destes cenários, então, deverá entrar em contato com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para poder se consultar a respeito de como pode se inscrever, e quais são os documentos necessários.

Obter mais informações

Se você tiver mais dúvidas a respeito de como conseguir informações oficiais a respeito dos programas, ou até mesmo de suas junções, pode entrar em contato com a entidade do Governo Federal. No caso, esta disponibiliza até três caminhos diferentes para comunicação.

O primeiro deles é por meio da central de atendimento, no número 135. A ligação é inteiramente gratuita para qualquer estado e região do Brasil. E por fim, pode acessar o Meu INSS. Esta opção tem o site da empresa, ou caso preferir, o aplicativo para seu telefone celular. O mesmo está disponível para sistema operacional Android, e também para iOS.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui