quinta-feira, setembro 16, 2021

Privatização dos Correios: O que pode mudar com a venda

O correio é um dos principais órgãos públicos, do Governo Federal. O mesmo é responsável por receber e enviar diversas encomendas e até mesmo cartas para a população. Funciona como uma espécie de transporte de bens e dados públicos. Ainda nesta semana, mais precisamente nesta segunda-feira (2 de agosto), tivemos um novo debate a respeito da privatização dos correios.

Até porque, o ministro das comunicações, Fábio Faria, realizou um pronunciamento nacional em rádio e na televisão, defendendo a desestatização da empresa. E além disso, ainda solicitou o apoio dos deputados e senadores para realizar tal mudança. A Câmara dos Deputados deve verificar a pauta ainda nesta semana.

Porque querem a privatização dos correios?

O ministro Fábio Faria citou alguns dos motivos do porquê confia tanto na privatização dos correios. Como por exemplo, a empresa poderá crescer e competir muito mais no mercado de trabalho. Gerando mais empregos, oferecendo novas tecnologias, e principalmente dar mais eficiência, agilidade e até mesmo pontualidade na entrega de correspondências para os consumidores.

privatização dos correios
Privatização dos Correios: O que pode mudar com a venda

Segundo o mesmo, este é o único modo no qual os correios poderão manter a universalização dos serviços postais. Indicando até mesmo que o serviço possa estar presente em todos os estados e municípios do Brasil.

Continue lendo: Auxílio Brasil vem para substituir Bolsa Família

Mais afundo na proposta de privatização dos correios

A privatização dos correios é um processo que já existe há muito tempo na justiça brasileira. É algo que vem sendo muito bem estudado, por diversos anos. E não algo que surgiu assim, repentinamente. Na verdade, o Governo Federal divulgou alguma das modificações ais recentes.

Ccsomo por exemplo, uma delas, tendo um período bom de transição para a nova empresa. E disso, haveria também a indicação de um período de estabilidade para todos os funcionários dos correios. Pois, desta maneira, não teriam seus serviços interrompidos, e não precisariam se preocupar com uma eventual demissão que pudesse acontecer.

Leia mais: Vale Gás deve voltar para todo o Brasil

Lucros e investimento na privatização dos correios

Segundo as informações que foram divulgadas no discurso, os correios tiveram um grande lucro em 2020. Estes foram de R$ 1,5 bilhão, durante todo o ano. Tudo graças a um grande trabalho duro, com melhorias na gestão, transparência e regras rígidas no combate a corrupção.

E disso, para 2022, com a privatização dos correios, será necessário ter um investimento de R$ 2,5 bilhões por ano. Isso para a mesma se manter competitiva. Fábio acredita que é possível até mesmo disputar o mercado com outras empresas de logística e entregas que atuam no país. Estas popularmente conhecidas como transportadoras.

Continue acompanhando: Governo de São Paulo pagará benefício para mais de 400 mil

Câmara dará prioridade ao processo

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, do PP-AL, falou a respeito da proposta, ainda nesta semana. Segundo o mesmo, a privatização dos correios é algo que deve ser priorizada. Até porque, o recesso parlamentar está acabando nesta semana. E disso, o processe e julgamento do ofício virá com força total.

Principalmente por ser um projeto no qual o Governo Federal está insistindo há muitos anos. Vale a pena acompanhar o julgamento, que acontecerá nos próximos dias, para finalmente termos um desfecho final a respeito deste assunto. A mudança já pode ser consolidada para este ano.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui