domingo, maio 19, 2024

Tarifa Social de Energia Elétrica vai dobrar número de beneficiários

A conta de energia elétrica tem se tornado um assunto cada vez mais recente no Brasil. Isso porque, aumentos abusivos estão tomando conta das faturas dos brasileiros, que seguem reclamando. Disso, a bandeira vermelha, que aumentou exponencialmente a conta dos consumidores, deverá ser extinguida no próximo mês.

Isso, claro, segundo comunicado feito pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, nesta última quinta-feira (14 de outubro). Mas, até que isso seja de fato oficializado, existe um programa social que está ganhando muita força no país. Esse é o Tarifa Social, que visa fornecer bons descontos para os consumidores, em suas faturas de energia elétrica.

Tarifa Social deve dobrar número de beneficiários

Atualmente, o programa Tarifa Social da Energia Elétrica oferece descontos para aproximadamente 12,3 milhões de família de baixa renda, em todo o Brasil. Disso, geram um custo de R$ 3,6 bilhões por ano aos cofres públicos. Disso, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) prevê que o número de contemplados com o desconto na conta de luz chegue a até 24 milhões de brasileiros. E apesar da eventual suspensão da bandeira vermelha, o projeto deverá seguir crescendo cada vez mais. Lembrando que tal projeção é válida apenas para o ano de 2022.

Vale a pena falar que ainda existem outras 11,5 milhões de famílias que se enquadram nos critérios para participar do programa Tarifa Social. São essas, por exemplo, 7,4 milhões de famílias que são oriundas do Cadastro Único. Tal plataforma é utilizada pelo Governo Federal para analisar o perfil de diversos interessados em participarem dos programas sociais da entidade federal. Sem falar que mais 4,1 milhões de famílias são beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Portanto, basta aguardar o novo período de inscrições para o projeto. E claro, como também pode efetuar o seu registro no benefício, para poder gozar do benefício.

Como se registrar no Tarifa Social?

Vale a pena lembrar que nesta quarta-feira (13 de outubro), a ANEEL abriu a consulta pública para os consumidores. Isso para regulamentar como será feito o cadastro na Tarifa Social automaticamente, por parte das distribuidoras de energia elétrica. A agência ainda não informou qual será o custo do projeto para 2022.

O cadastro automático entrará em vigor somente a partir de 11 de janeiro do próximo ano. E disso, a atualização será feita de maneira automática pelas distribuidoras, com base nos dados que constam no CadÚnico ou no BPC. Portanto, tenha certeza de atualizar os seus dados.

Futuro da energia elétrica

Neste ano de 2021, tivemos muitos problemas com a energia elétrica e a fatura da conta de luz. Na verdade, atravessamos a maior crise hídrica na história do país nos últimos 92 anos. Principalmente pela falta de chuva, reservatórios de hidrelétricas não conseguiam gerar muita energia.

E o consumo exagerado por parte da população tornou a distribuição ainda pior. E foi exatamente por isso que surgiu a bandeira vermelha, que deverá ser extinta pelo presidente Jair Bolsonaro, nas próximas semanas. E por conta do preço extremamente alto cobrado, foi criado o programa Tarifa Social, justamente para dar um bom desconto aos beneficiários.

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui