terça-feira, abril 6, 2021

Bolsa família 2021 pode ser reajustado após fim do auxílio emergencial

O retorno do auxílio emergencial é uma das grandes movimentações feitas pelo Governo Federal para seguir ajudando a população neste ano de 2021, meio a pandemia do Covid-19. Entretanto, para o Ministro da Cidadania, João Roma, tal valor oferecido ainda não é suficiente para sustentar uma família. E por isso, o mesmo afirmou que o Bolsa Família 2021, outro programa social oferecido, deverá sofrer com uma reforma, em breve, para aumentar os recebimentos do povo.

Pensando assim, separamos neste artigo algumas informações sobre ambos assuntos. Desde quais são os valores propostos hoje, e o que pode mudar, futuramente.

bolsa família 2021

Valor do auxílio emergencial, comparado com o Bolsa Família 2021

Para este ano, o auxílio emergencial terá um valor muito menor do que foi pago anteriormente, em 2020. Mas, ainda assim, dependendo de sua situação em casa, pode ser um bom acréscimo junto ao Bolsa Família 2021. O novo benefício terá três faixas de valores diferentes, segundo o próprio Governo Federal. A primeira delas será destinada apenas para quem mora sozinho, no valor de R$ 150,00. Já a segunda, na casa dos R$ 250,00, será para quem tem pelo menos um dependente em sua residência. E por fim, o valor mais alto a ser pago é o de R$ 375,00, destinado apenas para mulheres que são chefes de família.

E ainda, membros do Bolsa Família 2021 só poderão receber o auxílio caso o mesmo seja mais vantajoso do que o próprio programa que já são inscritos. Ou seja, quem mora sozinho, já não receberá a quantia dos R$ 150,00. Até porque, o Bolsa Família hoje paga, de média, R$ 192,00 para mais de 14 milhões de famílias brasileiras. Então, dá para entender que só seria vantajoso para quem se encaixar no segundo ou até mesmo no terceiro grupo do programa social.

Saiba também: PagTesouro: O que e é a nova plataforma de pagamentos do Governo

Períodos de pagamento do Bolsa Família e do auxílio emergencial

Existe uma outra diferença gigantesca entre ambos os programas, que é o período de pagamentos de cada um deles. O Bolsa Família 2021, no caso, é pago aos inscritos de maneira integral, ou seja, durante todo o ano. Enquanto que o auxílio emergencial só terá seu pagamento sendo feito para os registrados por quatro meses.

Detalhe que já começará a ser pago agora neste mês de abril, indo até maio, junho e julho. E após isso, não sabemos ainda se terá uma proposta de renovação. Dependerá muito de como anda a pandemia do Covid-19 até lá.

Leia mais: Restituição IRPF: Saiba qual será o impacto do aumento da Selic

Quando o Bolsa Família 2021 será alterado?

Segundo o Ministro da Cidadania, João Roma, a previsão de que o Governo Federal comece a modificar o Bolsa Família 2021 seja a partir de agosto, que é justamente conciliando a data do término do pagamento do benefício do auxílio emergencial. Agora quanto as mudanças que seriam feitas, como por exemplo o valor a ser pago para os beneficiários, é algo que ainda não foi revelado.

Este, provavelmente, será o principal assunto em pauta. Até porque, o ministro deseja que a população receba valores maiores nos programas já existentes. Principalmente para conseguir garantir aos mesmos uma melhor condição de vida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui