quinta-feira, setembro 16, 2021

Bitcoin: Preço da moeda dispara e recupera barreira dos US$ 40 mil

O Bitcoin segue sendo um dos principais assuntos do momento, principalmente por conta da pandemia do Covid-19. Isso porque, durante o último um ano e meio, tal criptomoeda ganhou uma valorização absurda. Em março de 2020, antes do vírus tomar conta do mundo, a moeda estava um pouco acima da casa dos US$ 6 mil.

Entretanto, chegou a bater até US$ 64 mil, ainda em abril deste ano de 2021. E desde então, tem passado por uma grande correção, que fez com que a moeda caísse para os US$ 28 mil. Agora, o mercado de criptos parece estar se recuperando, com seu principal marco tendo batido US$ 40 mil nesta última segunda-feira (26 de julho).

Novo período de alta do Bitcoin a caminho?

Depois de ter batido US$ 64 mil em abril deste ano, o Bitcoin hoje segue em uma correção já há pouco mais de três meses. Entretanto, na última semana inteira, uma nova corrida ao topo pode indicar que a criptomoeda está seguindo rumo ao céu, novamente.

bitcoin
Bitcoin: Preço da moeda dispara e recupera barreira dos US$ 40 mil

Depois de ter atingido a casa dos US$ 40 mil, nesta segunda-feira (26), a moeda voltou a sofrer uma pequena correção. A mesma chegou a cair para os US$ 36 mil, entretanto, já retomou novamente a subida, estando próximo dos US$ 39 mil, hoje.

Correção do Bitcoin é algo saudável

Muitas pessoas têm medo de entrar no mercado de criptomoedas, clamando ser um negócio extremamente volátil. O que não chega a ser uma mentira. Entretanto, é bastante fácil entender como o mesmo opera, principalmente com base na reação do Bitcoin. Quando tal moeda está em um período de alta, geralmente, todas as outras criptos e altcoins a acompanham. A alta recente do dinheiro digital até incentivou alguns governos a gerarem suas próprias moedas digitais, como será o caso do Real digital.

E agora, tendo o seu primeiro período de alta duradouro em pouco mais de três meses pode indicar que a correção está acabando. Na verdade, a correção de valores é algo muito saudável, pois, apenas ter altas atrás de altas seria algo insustentável, e com certeza colapsaria o mercado.

Melhor momento para investir em Bitcoin?

O momento mais aconselhado para investir em criptomoedas é quando o mercado está em queda. Pois, deste modo, você pode comprar em baixa, e então, quando o mesmo se reerguer, terá grandes lucros. Pois, comprar em alta geralmente implica em estar suscetível a tomar a correção.

E como o Bitcoin já está passando por esta correção nos últimos três meses, tudo indica que estamos próximos de um grande período de alta, novamente. Este popularmente é conhecido como bull run. Até porque, a última semana já mostrou isso, com uma recuperação de quase US$ 10 mil.

Plataformas para utilizar

Existem muitas plataformas digitais que mexem com criptomoedas. Mas, neste artigo iremos recomendar apenas duas. A primeira delas é o Mercado Bitcoin, que é uma plataforma totalmente brasileira. Entretanto, suas taxas de movimentações são um pouco altas, e só mexe com as principais criptos do mercado.

Estas como a Ripple e a Ethereum, por exemplo. Mas, caso você queira um amplo acesso as altcoins, então, recomendamos a Binance, que é de longe a mais preferida mundialmente. Lembrando que em ambos os casos, é possível fazer depósitos por meio de PIX.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui