sexta-feira, dezembro 3, 2021

Fim do horário de verão nos EUA altera funcionamento da bolsa brasileira

O horário de verão segue sendo um dos assuntos mais discutidos em todo o Brasil. Entretanto, dessa vez, não é exatamente a extinção do horário de verão, levantada pelo presidente Jair Bolsonaro, que será o tema deste artigo. Na verdade, falaremos mais sobre o horário de verão nos EUA, que está muito próximo de ser encerrado para este ano.

E disso, o horário dos Estados Unidos da América, com relação ao nosso país, sofrerá algumas modificações. Isso claro, dependendo muito da região da “terra do Tio Sam” e também até mesmo aqui no Brasil. E tal mudança também causará um impacto direto no funcionamento da bolsa de valores, em nosso território nacional.

Fim de horário de verão nos EUA impacta bolsa brasileira

A B3, também conhecida como a bolsa de valores do Brasil, já anunciou que mudará seus horários de funcionamento e negociações, apesar de não haver mudanças previstas para o horário de verão brasileiro. Isso claro, a partir de 8 de novembro, considerando que o horário de verão nos EUA acabará um dia antes. E com isso, o pregão regular da bolsa brasileira passará a funcionar até às 18h, horário de Brasília. Apesar disso, a abertura do mercado seguirá abrindo às 10h, normalmente.

Disso, o processo de after market, que geralmente ocorre entre às 17h e 18h, será encerrado. Todas as negociações efetuadas pós o pregão só deverá acontecer nos dias de vencimentos de opções. Com isso, as negociações do Ibovespa, no futuro, acontecerão as 9h às 18h25.

Como funciona o horário de verão nos EUA

Com relação a como funciona o horário de verão nos EUA, é muito simples. Quando o horário de verão está ativo, então, todos os relógios do país norte-americanos são forçados a adiantar uma hora. E o mesmo vai e da primeira ou segunda semana do mês de março até a primeira ou segunda semana do mês de novembro. Disso, relógios que marcavam 14h, passariam a marcar 15h. Isso faria com que o nosso fuso horário para eles diminuíssem uma hora. Ou seja, se lá for 17h, aqui no Brasil, na maioria das regiões, como sudeste e sul, por exemplo, seriam 18h. No Brasil, entretanto, o ONS já descartou a volta do horário de Verão.

Agora, com o fim do horário de verão nos EUA, todos os relógios dos estadunidenses deverão ser atrasados em pelo menos uma hora. E disso, seguindo a mesma lógica, caso os relógios marcassem 14h anteriormente, agora passarão a marcar 13h. E disso, perdermos uma hora com relação a eles. Ou seja, se nos relógios deles marcarem 13h, aqui no Brasil serão 15h.

Próximas datas já confirmadas

Diferentemente do Brasil, em que todo o ano precisam especular e debater por diversas vezes a ativação do horário de verão, o horário de verão nos EUA já está definido até mesmo para os próximos anos. Como por exemplo, para este ano, o mesmo está previsto para acabar em 7 de novembro.

Para 2022, terá início em 13 de março e fim em 6 de novembro. Para o ano de 2023, o início será marcado em 12 de março e o término em 5 de novembro. E por fim, para 2024, o começo será em 10 de março, e o fim em 3 de novembro.

Pedro Henrique
Pedro Henrique Rhormes é formado em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Nove de Julho, e Letras – Tradução e Interpretação, pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Trabalhou como repórter no FOX Sports. Atualmente é editor do E.C. produzindo conteúdo sobre economia e direitos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui